Revolucionando o empréstimo no Brasil
Use seu carro como garantia de novas conquistas
Use seu carro como garantia de novas conquistas
Negócios

15 tipos de benefícios corporativos que sua empresa pode oferecer

Além das ofertas obrigatórias, outros benefícios corporativos podem melhorar o bem-estar dos funcionários e, de quebra, impulsionar os resultados da empresa. Conheça algumas opções
Escrito por Portal Exponencial em 05.02.2020 | Atualizado em 17.02.2020
  • 0 Likes

Já não é novidade que o bem-estar dos funcionários e seu nível de satisfação com o trabalho impactam diretamente nos resultados que eles entregam à empresa. Pensando nisso, muitas companhias têm apostado na oferta de diferentes tipos de benefícios corporativos para aumentar a produtividade das equipes e, consequentemente, reter os seus talentos.

Este tem sido um desafio cada vez maior para os CEOs de empresas e gestores de RH. Um estudo conduzido pela Catho, companhia de recrutamento, mostrou que 92% dos profissionais brasileiros querem um novo emprego em 2020. Neste cenário, trazer benefícios alinhados às necessidades e desejos dos funcionários pode ajudar a reduzir o turnover - nome dado à rotatividade de colaboradores - e gerar resultados satisfatórios.   

Mas, quando se trata de benefícios corporativos, algumas empresas ainda têm dúvidas sobre quais opções são mais interessantes para os seus colaboradores e, em alguns casos, até confundem quais delas são obrigatórias ou não. Vamos começar a esclarecer estas questões a seguir. 

Tipos de benefícios corporativos obrigatórios: veja quais são

A Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) determina que as empresas devem oferecer determinados benefícios para funcionários. Alguns deles podem gerar descontos na folha de pagamento, enquanto outros podem até ser dispensados pelo colaborador. Veja quais são: 

 1) FGTS

O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) é uma contribuição de 8% do valor do salário do trabalhador, que não tem acesso imediato ao benefício. O montante só pode ser utilizado em casos de demissão sem justa causa, para aquisição de imóveis ou em situações específicas definidas por lei. 

Em 2019, por exemplo, o governo liberou o saque de até um salário mínimo (998 reais, no período) por conta ativa e inativa do FGTS. No período, a decisão tinha como um dos principais objetivos estimular o consumo e movimentar a economia, e os trabalhadores puderam usar o dinheiro para qualquer finalidade. 

2) Férias remuneradas

A cada 12 meses de trabalho, o colaborador tem direito a um descanso de 30 dias com a remuneração normal e mais um terço de seu salário. Nos casos em que o colaborador for desligado antes dos 12 meses ou já tiver usufruído das férias, o benefício é acrescido proporcionalmente no valor da rescisão. 

3) 13° salário

Entre os tipos de benefícios corporativos obrigatórios também está um salário extra, mais conhecido como 13° salário. O valor do pagamento é sempre proporcional aos meses trabalhados naquele ano e, tal como as férias, também é remunerado proporcionalmente em casos de rescisão. Se o funcionário for demitido ou pedir demissão depois de oito meses na empresa, por exemplo, terá direito a receber 75% do valor do seu salário. 

4) Adicional noturno

Os profissionais que trabalham entre as 22 horas e 5 horas têm direito ao adicional noturno, um valor somado ao salário-base, registrado em carteira. Vale lembrar que os profissionais que precisam executar suas funções no período da noite também conta com condições diferenciadas de trabalho e de salário - como uma taxa extra de 20% em sua remuneração sobre o valor da hora. 

5) Vale-transporte

Apesar de ser um benefício de oferta obrigatória, o vale-transporte pode ser dispensado pelo funcionário que vai trabalhar de carro, carona ou que mora muito perto do trabalho, por exemplo. O colaborador que decide receber o vale-transporte tem desconto de até 6% do valor de seu salário em folha. 

Mais produtividade: tipos de benefícios corporativos estratégicos

Além dos tipos de benefícios para funcionários que já mencionamos, há outras opções que não são obrigatórias, mas também tem grande importância, pois ajudam a diferenciar a empresa e torná-la mais interessante para se trabalhar. Vale lembrar que estes benefícios são de uso opcional de cada funcionário, principalmente se descontos no salário forem necessários. 

Entre os benefícios de oferta opcional, alguns já são mais conhecidos, como o vale-alimentação. Mas outros, adotados por companhias com perfil mais inovador, ainda são novidades no mercado. Conheça algumas opções: 

6) Vale-alimentação ou refeição

Para empresas com menos de 300 pessoas em seu quadro de funcionários, o fornecimento de vale-alimentação ou vale-refeição é opcional e, normalmente, não tem valor mínimo definido. 

Mesmo assim, este é um benefício muito interessante para empresas em que os trabalhadores cumprem carga horária superior a seis horas diárias. Isso porque a possibilidade de comprar refeições sem custo adicional no orçamento - seja no supermercado ou no intervalo do expediente - pode gerar economia e mais praticidade à rotina do colaborador. 

7) Assistência médica 

Entre os tipos de benefícios para funcionários, a assistência médica é uma oferta muito estratégica, apesar de também não ser obrigatória. Quando o trabalhador cuida da saúde, a empresa certamente tem índices menores de faltas e afastamentos.  

Uma dica interessante para melhorar a saúde dos funcionários - e, consequentemente, aumentar a sua produtividade - é conciliar a oferta de convênios médicos com ações de prevenção a doenças na própria empresa. 

Aproveitar datas comemorativas como o Dia Internacional da Mulher ou o Novembro Azul para fazer campanhas de conscientização, por exemplo, é uma maneira de reforçar a importância de cuidar da saúde ainda demonstrar aos funcionários que a empresa se preocupa com o seu bem-estar. 

8) Plano odontológico

Outra solução que pode contribuir para a melhoria do bem-estar dos profissionais é a oferta de planos odontológicos. Mais do que facilitar a manutenção da saúde bucal, o benefício traz segurança ao colaborador, já que os gastos com dentistas fora dos planos normalmente são altos. 

9) Benefícios financeiros 

Embora muitos gestores ainda não saibam, a saúde financeira do colaborador está intimamente relacionada ao seu rendimento no trabalho. De acordo com um estudo realizado pela Creditas em parceria com o Ibope Inteligência, profissionais endividados perdem o sono (39%), têm problemas de autoestima (27%) e apresentam maior dificuldade de concentração no trabalho (10%).

Por isso, ações de educação financeira, como workshops, palestras e orientações sobre o tema aliados a ofertas de soluções por parte das empresas contribuem para melhorar o desempenho dos profissionais e os resultados das próprias companhias. 

10) Crédito consignado 

Ainda pensando no bem-estar financeiro dos funcionários, um benefício pouco conhecido por líderes e gestores de RH é o crédito consignado, uma modalidade de empréstimo na qual as parcelas são descontadas diretamente da folha de pagamento do colaborador. 

Como os riscos de inadimplência são baixos neste tipo de operação, o empréstimo consignado oferece uma das taxas mais baixas do mercado e longos prazos para pagamento. Graças a essas características, o crédito pode ser a opção para tirar os colaboradores do mau endividamento e devolver a eles a saúde financeira. 

É que, ao acessar uma modalidade de empréstimo com juros menores, o funcionário pode trocar as chamadas dívidas caras por outra mais barata, o que contribui para o reajuste de contas. Para efeitos de comparação, no consignado privado, por exemplo, a taxa média cobrada é de 33% ao ano, enquanto a do cheque especial supera os 300%, segundo dados do Banco Central.

A vantagem é que, além de viabilizar a organização financeira do profissional, o benefício não gera qualquer custo à empresa que o disponibiliza. 

Leia também | Empréstimo consignado: entenda e faça uma simulação

11) Vale-cultura 

Normalmente oferecido por grandes empresas, o vale-cultura é um benefício regulamentado por lei e destinado a profissionais que recebem até cinco salários mínimos. Por meio dele, as companhias oferecem até 50 reais mensais para os trabalhadores. 

O objetivo é facilitar o acesso a bens e atividades culturais, e o valor repassado é descontado dos impostos pagos pela empresa. 

12) Capacitação profissional 

Além da assistência médica e cuidados relacionados à saúde, investir no desenvolvimento profissional do colaborador também traz grandes resultados para a empresa e é uma poderosa ferramenta de retenção de talentos. Isso porque o sentimento de estagnação é um dos fatores que mais contribuem para a insatisfação profissional e o desejo de buscar novas experiências. 

Aliás, mais do que desestimular os colaboradores, a falta de contato com novas informações prejudica a própria empresa, que pode ter suas equipes desatualizadas - e, sem renovação, o negócio perde competitividade e espaço no mercado. 

Para esta finalidade, existem diversas possibilidades: cursos livres, treinamentos, sessões de coaching e mentorias são algumas alternativas para aprimorar competências e trazer inovação à equipe. 

Além disso, uma tendência de mercado vem se firmando entre empresas que priorizam a capacitação de funcionários: o investimento na formação de nível superior. Em alguns casos, as companhias adotam o sistema de bolsa de estudos interna, custeando parte do curso ou o valor integral. 

Se oferecer este recurso não está dentro das possibilidades financeiras da sua empresa, negociar condições especiais para os seus colaboradores diretamente com as instituições de ensino já pode render bons descontos e servir como grande incentivo aos estudos. 

13) Tratamentos de fertilização

Algumas multinacionais passaram a oferecer benefícios corporativos inovadores.  A plataforma profissional LinkedIn, por exemplo, surpreendeu o mercado quando, no ano passado, passou a oferecer aos colaboradores reembolso para tratamentos de fertilização. A cobertura inclui valores gastos com remédios, procedimentos de congelamento de óvulos, exames, tratamentos e inseminação artificial. 

De acordo com a companhia, o benefício surgiu por conta do número crescente de pessoas que privilegiam a carreira e deixam para ter filhos mais tarde. A ação a demonstra atenção da empresa em relação às tendências de comportamento que, inevitavelmente, passam a fazer parte do cotidiano de seus funcionários. 

14) Convênios com academias 

Um dos principais meios de manter a saúde em dia é a prática de atividades físicas. Estudos internacionais comprovam que a cada dólar investido na saúde do colaborador, quatro dólares retornam à empresa graças ao aumento da produtividade. 

Pensando nisso, mais companhias têm adotado o sistema de parcerias com academias para estimular os funcionários a se exercitarem. Ao propiciar atividade física em escala, a empresa melhora o clima organizacional, já que os exercícios trabalham uma série de habilidades bem-vindas ao ambiente corporativo: disciplina, resiliência e engajamento são apenas algumas delas. 

15) Terapia online

O cuidado com a saúde mental dos colaboradores também contribui para a manutenção de um clima organizacional mais leve, e uma alternativa para trabalhar esta questão é oferecer terapias online. A prática, já adotada por algumas empresas, tem como objetivo prevenir e tratar problemas como a síndrome de burnout - exaustão causada pelo excesso de trabalho -, depressão e ansiedade, um transtorno muito comum entre os brasileiros. 

O Brasil, inclusive, é o país com mais indivíduos ansiosos do mundo. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 10% da população - o que equivale a quase 20 milhões de pessoas - convivem este problema, que prejudica a autoestima e compromete a segurança na execução de tarefas. Sem dúvida, nada disso contribui para o desenvolvimento do profissional, das equipes e da empresa. 

Como escolher os melhores tipos de benefícios? 

Como o próprio nome sugere, os benefícios corporativos precisam, de fato, ser vantajosos aos colaboradores. Do contrário, a oferta não vai gerar resultados positivos para as equipes e tampouco para a companhia. 

Um estudo divulgado pelo LinkedIn no relatório “As melhores estratégias de retenção de pessoas: como reduzir a rotatividade e ser um chefe ainda melhor” mostrou que a falta de atenção dos líderes em relação ao que os funcionários têm a dizer está entre as principais causas de pedidos de desligamento: 14% dos entrevistados para o estudo apontaram esta questão como um forte motivador para pedir demissão. 

Uma forma de entender quais tipos de benefícios realmente fazem sentido e são desejados pelos colaboradores é por meio de uma pesquisa de clima. Este recurso é utilizado para trazer informações relevantes sobre a percepção dos funcionários em relação à empresa, conhecer as suas dores e identificar as soluções mais adequadas para mudar essa realidade - mais um passo para corrigir falhas e reter talentos. 

Gostou de conhecer diferentes tipos de benefícios e entender mais sobre como eles podem trazer vantagens às equipes? Queremos saber qual deles a sua empresa já tem oferecido e quais está pensando em oferecer. Conte para a gente nos comentários. 

 

Receba conteúdos exclusivos
Não perca nenhuma novidade, assine nossa newsletter.
Carregando...
  • 0 Likes
Portal Exponencial

Escrito por Portal Exponencial

Portal Exponencial

Comentários [0]

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentário enviado com sucesso!
Erro ao enviar comentário. Por favor, tente novamente.
Revolucionando o empréstimo no Brasil

Quem somos

As transformações do mundo exigem cada vez mais de nós. Mais funções, mais responsabilidades, mais conhecimento. Mais, mais e mais. Mas o que Creditas e Exponencial têm a ver com isso?

Somos movidos por fazer a diferença na vida das pessoas. Se vivemos o tempo das informações ilimitadas, é nossa função criar e filtrar diferentes conteúdos aos nossos leitores, para que o conhecimento financeiro deles cresça exponencialmente.

Exponencial. Informação é fonte de crescimento.

A Creditas é uma plataforma digital que atua como correspondente bancário para facilitar o processo de contratação de empréstimos. Como correspondente bancário, seguimos as diretrizes do Banco Central do Brasil, nos termos da Resolução nº. 3.954, de 24 de fevereiro de 2011.

Creditas Soluções Financeiras Ltda. é uma sociedade limitada registrada sob o CNPJ/MF 17.770.708/0001-24, com sede na Av. Engenheiro Luís Carlos Berrini, 105, 12º andar Itaim Bibi, São Paulo – SP, 04571-010