Revolucionando o empréstimo no Brasil
Use seu carro como garantia de novas conquistas
Use seu carro como garantia de novas conquistas
Crédito e empréstimo

Empréstimo consignado: o que é e como calcular?

Modalidade de crédito conhecida por beneficiários do INSS, também está disponível para colaboradores de empresas privadas. Saiba tudo sobre o empréstimo consignado
Escrito por Vanessa Ferreira em 26.09.2019 | Atualizado em 19.10.2020
  • 10 Likes

O empréstimo consignado é uma boa alternativa para quem busca crédito saudável, sendo uma opção vantajosa frente a outras modalidades de empréstimo existentes, como cheque especial, rotativo do cartão e o empréstimo pessoal, por exemplo.

A modalidade está em crescimento no Brasil, e é frequentemente usada para o pagamento de outras dívidas de juros mais altos. A seguir, entenda o que é empréstimo consignado, como funciona essa modalidade de crédito, quem pode contratar e suas principais vantagens.

O que é empréstimo consignado?

O crédito consignado é uma modalidade de empréstimo exclusiva para aposentados e pensionistas do INSS, militares das forças armadas, trabalhadores assalariados CLT de empresas privadas e servidores públicos. 

Ao optar pelo consignado, o cliente autoriza que a instituição financeira desconte as parcelas de quitação do empréstimo diretamente da sua folha de pagamento ou benefício do INSS, o que reduz o risco de inadimplência.

Dessa forma, o consignado não deixa de ser um tipo de empréstimo com garantia, já que o salário ou benefício são garantias de que o credor irá receber o valor devido. Isso explica as taxas de juros mais baixas do que as oferecidas pelas instituições financeiras convencionais, além de outras facilidades quanto ao pagamento da dívida.

Como funciona o crédito consignado?

Uma característica que diferencia o empréstimo consignado de outras modalidades é a forma de pagamento. A cobrança das parcelas não é realizada por desconto em conta corrente ou por meio de um boleto bancário, como em outros tipos de empréstimo

Nesse caso,  o desconto ocorre diretamente do benefício INSS de aposentados e pensionistas ou do salário de funcionários públicos ou privados.

A documentação para contratar é simples. São necessários: 

  • RG 
  • CPF 
  • comprovante de residência atualizado
  • comprovante de renda mais recente

O valor disponível para contratação no crédito consignado deve respeitar a margem consignável, ou seja, o valor máximo do salário que pode ser comprometido para pagamento das mensalidades.

De acordo com a Lei Nº 10.820, sancionada em 2003, o limite máximo da parcela de empréstimo consignado não pode ser maior que 35% do salário do funcionário. Além disso, 5% desse limite só poderá ser usado no cartão de crédito consignado, que é similar ao convencional, mas que é concedido apenas às pessoas elegíveis a esse tipo de crédito.

Por exemplo, vamos supor que você possui um salário líquido de R$ 2.500 por mês. A parcela mensal do empréstimo não pode ultrapassar o valor de R$ 750,00 para empréstimo e R$ 125,00 para o cartão de crédito consignado.

É importante lembrar que o valor de crédito disponibilizado e a quantidade de parcelas também dependem de uma análise de crédito que considera o score de crédito e o perfil financeiro do solicitante.

Taxa de juros do empréstimo consignado

Outra característica do empréstimo consignado é a taxa de juros reduzida. Isso acontece porque  o rendimento salarial é utilizado como garantia da operação. Quando um crédito possui garantia, a instituição entende que o risco de inadimplência é menor. Por isso, oferece melhores condições de pagamento.

No consignado, a taxa média de juros varia entre 20% e 35% ao ano. Enquanto isso, modalidades de empréstimos mais populares entre os consumidores chegam a bater a exorbitante marca de três dígitos.

Exemplo disso é o cheque especial, que soma juros de cerca de 320% ao ano; o rotativo do cartão de crédito, que chega a algo como 283%; e o empréstimo pessoal, 120% ao ano.

Veja um comparativo entre as taxas mínimas do empréstimo consignado privado disponíveis no mercado:

  Taxas de juros
Instituição % a.m. % a.a.
CAIXA ECONÔMICA FEDERAL   1,35   17,47
BANCO SAFRA   1,67   22,00
BANCO DO BRASIL   1,47   19,08
BANCO BRADESCO   2,22   30,13
CREDITAS   2,15   29,06
BANCO INTER   1,99   26,66
BANCO SANTANDER   2,17   29,41
BANCO AGIBANK   1,95   26,08
ITAÚ UNIBANCO   2,51   34,60

*Dados disponibilizados pelo Banco Central do Brasil, obtidos em outubro de 2020.

É importante lembrar que essas são as taxas médias cobradas entre as principais instituições financeiras, incluindo bancos, cooperativas, financeiras e fintechs. Para estipular a taxa de juros real do empréstimo consignado existem alguns critérios como o perfil financeiro do solicitante e o score de crédito.

Quais são os tipos de empréstimo consignado?

Descubra como e quando cada modalidade desse crédito pode ser utilizada. Fique atento às características de cada tipo e encontre aquele que é melhor para você. 

Empréstimo consignado privado

O crédito consignado privado, como o próprio nome sugere, é exclusivo para funcionários de empresas privadas, que trabalham sob o regime CLT.

Por meio de um convênio que a empresa faz com um agente financeiro, é possível contratar o crédito e usufruir das taxas de juros reduzidas. No entanto, é necessário ter vínculo de carteira assinada entre empresa e funcionário. Só assim ele poderá solicitar o empréstimo com desconto em folha.

É importante ressaltar que a empresa não pode se opor à contratação do empréstimo com desconto em folha. Por ser um direito garantido por lei, a organização deve repassar à instituição financeira todas as informações necessárias para a  contratação do empréstimo, quando pedido pelo colaborador.

Empréstimo Consignado INSS

O empréstimo consignado INSS é exclusivo para os aposentados e pensionistas que recebem o benefício por meio do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Para esses clientes, foi estipulado que a taxa de juros nominal mensal máxima é de 2,08% para empréstimos e 3,00% para cartão de crédito consignado. O prazo de pagamento pode chegar a 72 meses.

Empréstimo consignado para servidores públicos

Os servidores públicos federais, estaduais e municipais também podem usufruir do crédito consignado. No entanto, esse direito pode variar de acordo com o órgão que emprega o funcionário. Portanto, para contratar o crédito, é preciso saber os tipos de convênios firmados.

As taxas de juros devem ser de no máximo 2,05% ao mês para o empréstimo com desconto em folha e o prazo para pagamento pode chegar a 96 meses, dependendo do montante emprestado.

Vale a pena fazer empréstimo consignado?

Essa linha de crédito tem se tornado popular pelas vantagens que oferece, como a taxa de juros reduzida e a facilidade no pagamento em comparação com o cartão de crédito e o cheque especial. 

Mas é preciso considerar algumas questões antes de tomar qualquer decisão. Listamos os principais pontos abaixo:

Vantagens do crédito consignado

  • Juros menores: os juros são um dos grandes destaques desse tipo de empréstimo. Eles são os mais baixos do mercado. Além disso, no consignado as taxas de juros são pré-fixadas são geralmente pré-fixadas, dessa maneira, o seu valor já é determinado no contrato.
  • Agilidade na aprovação de crédito: como os riscos de inadimplência são reduzidos, a análise de crédito é muito mais rápida. 
  • Facilidade no pagamento: o desconto das parcelas mensais ocorre automaticamente. Dessa forma, não existe o risco de arcar com encargos por possíveis atrasos no pagamento.
  • Menos risco de inadimplência: o desconto automático também previne a inadimplência.
  • Disponível para negativados: em algumas instituições, você pode solicitar esse tipo de empréstimo mesmo com o nome negativo. Dessa forma, é possível utilizar o crédito para limpar o seu nome e retomar o seu poder de compra.

Desvantagens 

  • Uma parte do salário mensal fica comprometido: a boa notícia é que a parcela não pode ser superior a 30% do salário, o que favorece o seu planejamento financeiro.
  • Não é possível negociar a data de pagamento das parcelas: o pagamento fica vinculado ao dia em que você recebe o salário. Dessa forma, não é possível adiar as parcelas ou mudar a data de vencimento.
  • Não está disponível para todos: o benefício é reservado somente a alguns grupos de pessoas: aposentados e pensionistas do INSS, servidores públicos, militares das forças armadas e trabalhadores com carteira assinada.

Como calcular empréstimo consignado?

O primeiro passo para avaliar se o crédito consignado é realmente interessante é se atentar para o cálculo final do contrato, considerando não apenas as taxas de juros aplicadas, mas também o Custo Efetivo Total (CET) da operação — que representa a soma de todos os valores pagos.

Nem sempre as taxas de juros mais baixas são sinônimo de um CET menor. Portanto, sempre vale a pena acompanhar o CET de diferentes tipos de empréstimos para descobrir a melhor oferta e comparar as taxas de juros, os prazos de pagamento e condições de vários bancos.  

Avalie todos os custos que podem existir na operação, como:

1. Imposto sobre Operações Financeiras (IOF)

O Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) é um encargo obrigatório, cobrado de empréstimos, financiamentos, operações de câmbio e títulos imobiliários, que deve ser incluído no valor total do empréstimo.

2. Taxa de Abertura de Crédito (TAC)

Essa taxa não é obrigatória, mas ainda é cobrada por muitos agentes financeiros para cobrir custos com pesquisa sobre a situação financeira do cliente.

3. Taxas administrativas em geral 

Ainda é possível que os agentes cobrem taxas de manutenção de cadastro e taxas administrativas. Elas podem variar de acordo com a política de crédito do agente financeiro. 

Seja para comparar taxas ou para descobrir se as parcelas cabem no seu bolso, simuladores como calculadoras de empréstimo podem ser ferramentas interessantes.  

O Banco Central, por exemplo, disponibiliza a Calculadora Cidadã. Nela o usuário pode consultar quanto pagaria de prestação por mês. 

Basta preencher  o número de meses em que deseja pagar o empréstimo, o valor financiado, a taxa de juros mensal e deixar em branco o campo “valor da prestação”. Ao clicar em “calcular”, o simulador informa o resultado das prestações mensais. 

Mas é importante considerar que esse cálculo não considera o Custo Efetivo Total (CET) da operação. Impostos como IOF, taxas de administração variadas, seguros e outros custos podem estar embutidos no seu financiamento. 

Procure ler com atenção e questionar até entender exatamente todos os valores que estão no contrato e que você vai pagar . É direito do consumidor receber o CET antes mesmo de assinar o contrato.

Como funciona a simulação de empréstimo consignado?

Ao tomar um empréstimo consignado, é fundamental incluir na sua rotina o hábito de se planejar financeiramente. Colocar no papel, aplicativo de controle financeiro ou planilha de gastos todos os valores que entram e saem da sua conta. Essa prática irá ajudá-lo a compreender como você utiliza o dinheiro durante o mês. 

Uma vez tomado o crédito consignado, o salário ou benefício ficará até 35% menor todo mês, até que se pague o empréstimo. É importante perceber esse movimento e adequar seus gastos para não gastar além do limite.

Esse fato deve ser considerado na hora de calcular o empréstimo consignado. E mais: você não precisa pegar o valor máximo permitido, somente a quantia que realmente precisa.

Se quiser, é possível fazer uma simulação de empréstimo agora mesmo.

É possível fazer mais de um consignado ao mesmo tempo?

Sim, desde que o valor das parcelas dos empréstimos, somadas, não ultrapassem 30% do salário ou do benefício.

Isso porque o valor disponível para contratação no crédito consignado deve respeitar a margem consignável, ou seja, o valor máximo do salário que pode ser comprometido para pagamento das mensalidades — estipulado pela Lei do Empréstimo Consignado.

Empréstimo consignado com garantia do FGTS: como funciona?

O empréstimo com garantia do FGTS funciona como o tradicional, há apenas uma diferença: a instituição financeira consulta o valor retido no FGTS e reserva a quantia de quitação do crédito. 

Com a Lei nº 13.313, de 2016, essa modalidade de empréstimo ampliou o leque de opções para os trabalhadores CLT de empresas privadas. Tenha em mente que apenas quem tem contrato de trabalho de pelo menos 12 meses pode usufruir disso. 

Como renegociar empréstimo consignado?

Renegociar o consignado é uma boa opção para quem deseja ter mais fôlego para pagar uma dívida. Mas vá com calma na negociação. Analise bem a proposta oferecida pela instituição e lembre-se de considerar as questões abaixo:

  • Descubra o valor real de quanto sobra da sua dívida
  • Compare as parcelas e as taxas de juros. Uma parcela menor nem sempre pode significar uma dívida menor
  • Veja se é possível ter um desconto maior com o pagamento à vista
  • Se a conversa não fluir, opte por transferir a sua dívida para outra instituição financeira

Portabilidade de empréstimo consignado vale a pena?

A portabilidade de crédito serve para ajudar quem quer trocar uma dívida cara por uma mais barata. Um exemplo é quando as taxas de juros do seu banco estão maiores que a concorrência. 

Com essa opção, é possível transferir a dívida para outro banco e, dessa forma, reduzir a taxa de juros e até melhorar as condições de pagamento do seu empréstimo atual.

A portabilidade de crédito foi criada pelo Banco Central do Brasil em 2013 a partir da Resolução Nº 4.292, com o objetivo de gerar competitividade entre as instituições financeiras e melhorar as propostas para os consumidores. Assim, o consumidor poderia transitar entre os bancos que oferecessem vantagens maiores.

O que poucas pessoas sabem é que é possível solicitar a portabilidade a qualquer momento, mediante o cancelamento do contrato e quitação antecipada da dívida no banco original.

A portabilidade de crédito consignado pode ser solicitada por aposentados, pensionistas, funcionários públicos e privados. Para garantir o benefício é necessário que o novo agente financeiro escolhido tenha convênio com a entidade pela qual você recebe o benefício ou salário.

Tenho um empréstimo consignado e fui demitido. E agora?

Quem tem empréstimo consignado e é demitido não precisa se preocupar. Tudo acontece de acordo com o que está escrito no contrato. Geralmente, os valores são descontados automaticamente na sua conta ou por meio de boletos. 

As parcelas também podem ser descontadas sobre as verbas rescisórias devidas pela empresa — como saldo de salário, aviso-prévio, férias vencidas e valores depositados no FGTS.

Como declarar empréstimo consignado privado?

Para saber como declarar empréstimo consignado, basta seguir o passo a passo abaixo:

  • Baixar o Programa de Imposto de Renda de Pessoa Física
  • Criar uma declaração ou importar dados declarados anteriormente
  • Informar no campo “Dívidas e ônus reais” o empréstimo consignado — inclusive outras possíveis dívidas que você tenha

Aposentados, pensionistas, servidores públicos e funcionários CLT que tenham esse tipo de crédito são obrigados a declará-lo no Imposto de Renda. Quem for pego sonegando pode ter que pagar multa. Lembre-se de que o seu contador pode ajudar a tirar dúvidas nesse processo também. 

Como funciona o empréstimo consignado privado da Creditas?

O empréstimo consignado da Creditas é a melhor opção para quem quer facilidade e tranquilidade para viabilizar novas conquistas. Basta que a sua empresa seja nossa parceira, e se isso ainda não for uma realidade, você pode fazer uma indicação. 

E tem mais: você poderá antecipar seu salário e terá acesso à Creditas Store: a primeira loja que oferece crédito consignado como forma de pagamento. 

Isso quer dizer que você não precisa ter um limite alto no seu cartão de crédito ou fazer uma dívida com juros altos para comprar produtos da Apple, mobiliar a sua casa ou investir em sua educação. 

O empréstimo consignado da Creditas oferece as menores taxas do mercado e te entrega o dinheiro em até 24 horas após aprovação. Então, pare de adiar as suas conquistas: conheça o empréstimo consignado da Creditas.

Receba conteúdos exclusivos
Não perca nenhuma novidade, assine nossa newsletter.
Cadastro efetuado com sucesso!
Erro ao enviar sua inscrição. Por favor, tente novamente.
Preencha esse campo obrigatório.
Preencha esse campo obrigatório.
Selecione uma opção no menu suspenso.

Receba conteúdos exclusivos
Não perca nenhuma novidade, assine nossa newsletter.
Carregando...
  • 10 Likes
Vanessa Ferreira

Escrito por Vanessa Ferreira

Jornalista e apaixonada por marketing de conteúdo. Acredita no poder da informação para a disseminação de saúde financeira.

Comentários [0]

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentário enviado com sucesso!
Erro ao enviar comentário. Por favor, tente novamente.
Revolucionando o empréstimo no Brasil

Quem somos

As transformações do mundo exigem cada vez mais de nós. Mais funções, mais responsabilidades, mais conhecimento. Mais, mais e mais. Mas o que Creditas e Exponencial têm a ver com isso?

Somos movidos por fazer a diferença na vida das pessoas. Se vivemos o tempo das informações ilimitadas, é nossa função criar e filtrar diferentes conteúdos aos nossos leitores, para que o conhecimento financeiro deles cresça exponencialmente.

Exponencial. Informação é fonte de crescimento.

A Creditas é uma plataforma digital que atua como correspondente bancário para facilitar o processo de contratação de empréstimos. Como correspondente bancário, seguimos as diretrizes do Banco Central do Brasil, nos termos da Resolução nº. 3.954, de 24 de fevereiro de 2011.

Creditas Soluções Financeiras Ltda. é uma sociedade limitada registrada sob o CNPJ/MF 17.770.708/0001-24, com sede na Av. Engenheiro Luís Carlos Berrini, 105, 12º andar Itaim Bibi, São Paulo – SP, 04571-010