• Simule seu crédito

    Simule seu crédito

    • Empréstimo com veículo em garantia
    • Empréstimo com imóvel em garantia
    • Empréstimo consignado
    Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Soluções

    Soluções

    • Imóveis

    • Reforma
    • Venda
    • Carros

    • Financiamento de carros
    • Loja de carros
    Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Benefícios corporativos

    Empresas

    Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Ajuda
Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Atração e Retenção
  • Benefícios flexíveis
  • Employer branding
  • Educação financeira
  • Departamento pessoal
  • Na mídia
  1. Home

  2. Atração e retenção

Atração e retenção

ESG: o que é, para que serve e como implementar na sua empresa

Tudo o que você precisa saber para tirar do papel as práticas ESG que estavam paradas na empresa. Confira!

por Redação @Work

Atualizado em 18 de maio, 2022

Quer entender como aplicar práticas ESG na sua empresa? Então você está no lugar certo. Nesta matéria, você encontra o que é, para que servem e como implementar na sua empresa.

Você certamente já ouviu falar das práticas ESG no meio corporativo. Cada vez mais, a preocupação com o meio ambiente, com a sociedade em geral, o bem-estar no trabalho e a transparência das práticas corporativas tornaram-se um critério para avaliação das empresas no mercado. Ainda assim, diversas empresas apresentam sérias dificuldades na implementação dessas práticas.

Para ajudar você e sua empresa nessa jornada, primeiramente precisamos ter muito claro o conceito completo de ESG. Só então você poderá definir metas efetivamente aplicáveis à sua realidade.

O que é ESG?

O que são práticas ESG para você? Uma rápida pesquisa no Google Imagens pelo termo te retornará uma série de imagens remetendo a ações sustentáveis, ao cuidado com o meio ambiente e demais similaridades. O senso comum nos fez atrelar o termo quase que exclusivamente a ações de preservação da natureza. O que não está errado, mas totalmente incompleto. É aí que muitas empresas falham.

O termo ESG é uma sigla que vem de um termo inglês “Environmental, Social and Governance” que refere-se a critérios ambientais, sociais e de governança corporativa. Foi criado por Kofi Annan, em uma conferência da Organização das Nações Unidas (ONU), em 2005, como forma de provocação à pouca importância que empresas davam para essas questões. O que nasceu como uma provação, hoje já é colocado em prática e mensurado por grandes empresas ao longo do mundo. 

Dessa forma, o primeiro passo para que as práticas ESG realmente funcionem na sua empresa, é entender que isso é muito maior que o meio ambiente. São ações de responsabilidade socioambientais e corporativas, que devem trazer benefícios para o funcionário e também para a empresa. Todos saem ganhando.

Defina as ações de ESG

Tendo em vista que as práticas ESG vão muito além de ações de preservação ao meio ambiente, o leque de ações aumenta. Por isso, é preciso ter um grupo delas muito bem definido. 

Abaixo, temos alguns preceitos organizados em cada letra (E, S, G), para que você possa identificar melhor quais dores da sua empresa entram em cada pilar.

E - Ambiental

  • Gerir os resíduos;
  • Fazer um uso consciente de energia, água e outros recursos de fonte natural;
  • Negociação com fornecedores que também praticam ESG;
  • Posicionamento claro em relação a temas de preocupação mundial, como mudanças climáticas, desmatamento ilegal e outros.

S - Social

  • Qualidade de vida dos funcionários da empresa;
  • Boas condições de trabalho;
  • Relação funcionário x gestão da empresa;
  • Relação da empresa com os direitos humanos;
  • Posicionamento em relação à comunidade local;
  • Benefícios e salários justos.

G - Governança

  • Compromisso com ações anticorrupção dentro da empresa;
  • Transparência total em aspectos financeiros e contábeis;
  • Integridade e independência em relação aos conselhos administrativos;
  • Respeito à pluralidade de opiniões e ações.

É claro que existem diversos outros aspectos em cada um dos pilares das práticas ESG, principalmente quando consideramos as particularidades do ramo de atuação de cada empresa. 

Uma produtora de celulose, por exemplo, pode acabar tendo ações mais contundentes em relação ao desmatamento ilegal do que uma que não utiliza esse tipo de matéria-prima. 

Cabe ao RH identificar essas dores dentro de cada um dos pilares para, na sequência, criar um plano de implementação de ações de responsabilidade socioambiental e de governança.

Crie um conselho de adoção de práticas ESG

É válido recordar que o ESG precisa estar no core da empresa, é preciso “cair de cabeça”, prevendo essas ações nas missões, visões e valores. Só assim é possível transformar as ações de responsabilidade socioambiental, de governança e os benefícios para os funcionários uma cultura organizacional.

Por isso, depois de entender os pilares e identificar as dores em cada um deles, é recomendável que o RH lidere um conselho de ESG, responsável por definir, implementar e supervisionar as práticas ESG para cada dor. 

Essas ações dependem, naturalmente, da infraestrutura e da realidade de cada empresa. Ainda assim, traremos abaixo algumas das principais ações que podem ser implementadas independentemente do ramo ou tamanho da empresa, que ajudarão você e o RH a implementarem práticas ESG de verdade.

Atue com transparência

Atuar com transparência é uma das principais bases do ESG. Por isso, e principalmente caso sua empresa não tenha proporcionado nenhuma ação de responsabilidade socioambiental e de governança antes, busque conversar com todos os níveis de colaboradores com clareza, explicando as novas diretrizes e mostrando a genuína preocupação da empresa com o bem estar social e ambiental. Assim, você não pega ninguém de surpresa, o que ajuda na adesão. Lembre-se: o ESG só vai funcionar se todos participarem e caminharem juntos.

Conscientize os colaboradores

Busque sempre conscientizar seus colaboradores, e vá além do meio ambiente. Lembre-se: dificilmente um funcionário endividado ou com sérios problemas de saúde vai se importar se está usando mais ou menos água e toalhas de papel no banheiro para colaborar com o meio ambiente. Não é à toa a existência do S.

Portanto, aposte em palestras, cursos e outras formas de conscientização que permeiam a vida dos seus colaboradores, ajudando-os a encontrar uma vida mais saudável, um melhor controle financeiro e outros aspectos que fazem, no fim do dia, toda a diferença. Dessa forma, você garante uma equipe mais produtiva e focada.

A Creditas @Work entende essa necessidade, e oferece diversas soluções que vão ao encontro destes pontos. É o caso do Seguro Vida e Seguro Saúde, por exemplo, que garantem mais segurança e saúde para os funcionários, com custos muito mais baixos do que um plano de saúde convencional para a empresa. 

Já o serviço de Educação Financeira traça um panorama da saúde financeira de seus colaboradores e contribui com palestras, eventos e outras formas de conscientização sob medida para a realidade da sua empresa.

Aposte em soluções completas

Por fim, mas não menos importante, aposte em soluções completas. Você já deve ter percebido que diversas questões das práticas ESG se complementam e conversam entre si. Apesar disso, são inúmeras ações a serem tomadas para que as iniciativas de responsabilidade socioambientais saiam do papel. Imagina o trabalho para gerenciar tudo isso sozinho?

É por isso que o investimento em soluções completas faz toda a diferença - tanto para os colaboradores, quanto para o RH, que diminui consideravelmente os trâmites com fornecedores.

Para viabilizar essas soluções, a Creditas @Work criou a primeira carteira de benefícios do RH do Brasil! Além do Seguro Saúde, Seguro Vida e Educação Financeira, inúmeros outros benefícios fazem parte dessa carteira:

Previdência Privada

Para garantir mais perspectivas e plano de vida para seus funcionários, criando mais engajamento para o hoje por meio de mais visão de futuro.

Cartão de Benefícios

VA, VR, VT, Cultura e diversos outros benefícios, todos juntos no mesmo cartão. Além de garantir mais qualidade de vida para o funcionário, a sua empresa tem um custo menor e trabalha com o mesmo fornecedor para diversos benefícios diferentes. 

E o melhor: além de facilitar e evitar mais trabalho para o dia a dia do RH, todo o processo de contratação é 100% online, não são cobradas taxas na hora de recarregar o cartão, e você ainda conta com isenção de INSS e de FGTS na oferta de benefícios para os funcionários.

Consignado e Antecipação de Salário

Atrelados ao serviço de Educação Financeira, as condições diferenciadas de Empréstimo Consignado e Antecipação de Salário da Creditas para empresas parceiras ajudam o funcionário a não criar dívidas, diminuindo os riscos de endividamento e contribuindo para uma melhor saúde financeira.

Creditas Store

E, falando em saúde financeira, a Creditas Store também busca facilitar a condição de parcelamento de comprar para funcionários de empresas parceiras , evitando seu endividamento com os juros abusivos do cheque especial ou cartões de crédito.

Na nossa loja, é possível que o funcionário parcele seus produtos com desconto direto em folha - sem taxas absurdas, sem risco de endividamento - bom para ele, bom para você.

Ah, precisa que sua equipe se capacite ainda mais? Não tem problema: na Creditas Store, seus funcionários também encontram diversas opções de cursos à venda, da graduação ao MBA, garantindo não apenas o consumo consciente e responsável, mas também incentivando seu crescimento profissional.

Incrível, não é? Todos esses serviços são realizados pela Creditas @Work, para que o RH não se preocupe com diversos fornecedores, economizando tempo para que seja possível focar no que realmente importa: a empresa.

Se o conteúdo desta matéria faz diferença para seus próximos projetos, saiba que o RH Estratégico tem tudo que você precisa para otimizar processos e alcançar melhores resultados.

Newsletter

RH Estratégico

Assine a newsletter e fique por dentro de todas as nossas novidades.

Nome
E-mail

Ao assinar a newsletter, declaro que concordo com a Política de privacidade da Creditas.

Publicações recentes

Departamento pessoal

Diversidade no trabalho: o que é e qual a sua importância