• Simule seu crédito

    Simule seu crédito

    • Empréstimo com veículo em garantia
    • Empréstimo com imóvel em garantia
    • Empréstimo consignado
    Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Soluções

    Soluções

    • Imóveis

    • Empréstimo com garantia
    • Aluguel
    • Financiamento
    • Seguro Casa
    • Carros

    • Empréstimo com garantia
    • Financiamento de carros
    • Seguro Auto
    Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Seguros

    Seguros

      Soluções de seguros para proteger suas conquistas. Cote online, compare preços e economize com a maior corretora online do país, a Minuto Seguros, uma empresa Creditas.

    • Para você

    • Auto
    • Casa
    • Viagem
    • Vida
    • Acidentes Pessoais
    • Mais seguros para empresas
    Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Benefícios corporativos
  • Ajuda
Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Controle financeiro
  • Realizando sonhos
  • Saia do Vermelho
  • Me explica Creditas
  • Tudo sobre Crédito
  • Meu negócio
  1. Home

  2. Meu negócio

Meu negócio

10 linhas de crédito para empresas que você precisa conhecer

Quer abrir uma empresa ou expandir os negócios e não tem capital? Conheça alternativas de crédito para abrir um negócio, levantar capital de giro, investir em equipamentos ou aplicar melhorias na empresa

por Flávia Marques

Atualizado em 16 de agosto, 2023

10 linhas de crédito para empresas que você precisa conhecer

Está procurando por linha de crédito para empresas? Então você está no lugar certo. Aqui você vai conhecer 10 excelentes opções e ainda entender tudo que precisa saber antes de contratar empréstimo para sua empresa.

Acesso a capital é um dos principais desafios de empresários e novos empreendedores. É o que mostram os indicadores de demanda por crédito, levantados pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). Cerca de 34% dos micro e pequenos empresários consideram difícil contratar linhas de crédito para empresas em razão do excesso de burocracia, exigências dos bancos e altas taxas de juros.

Precisando de crédito para realizar seus objetivos?

Use seu carro ou imóvel para ter crédito rápido e seguro com juros a partir de 1,09% ao mês +IPCA e até 240 meses para pagar.

Simule agora

Embora os empreendedores brasileiros ainda tenham essa dificuldade no acesso ao crédito, o cenário tem sido animador. Muitas iniciativas surgiram para apoiar o microempresário e impulsionar negócios. Nos últimos dois anos, o número de pessoas jurídicas que acessaram crédito saltou de 42.273 para 276.355, segundo o relatório "A nova fronteira do crédito no Brasil", divulgado pela consultoria PwC.

Para te ajudar nesse universo de acesso a crédito e facilitar sua jornada nesse universo, listamos os principais tópicos desta matéria:

 O que são linhas de crédito? 

As linhas de crédito são recursos monetários oferecidos por bancos ou financeiras via empréstimo ou financiamento. Esses valores podem ser oferecidos para pessoas jurídicas (PJ) ou físicas (PF).

Entender o funcionamento da linha de crédito é mais simples do que parece, já que ela se assemelha bastante ao cartão de crédito e seu saldo rotativo. Nesse caso, você pode pegar um crédito na instituição financeira para utilizar como achar necessário e, assim que pago, retorna para seu limite e pode ser solicitado novamente.

Quem pode pedir uma linha de crédito?

Não existe uma restrição para quem pode solicitar uma linha de crédito, por isso tanto pessoas físicas quanto jurídicas podem ter acesso. É preciso apenas saber qual é seu objetivo, pois existem linhas específicas como as de financiamento de imóvel ou carro e outras que podem ser utilizadas para fins diversos.

O que é preciso avaliar antes de contratar uma linha de crédito para a sua empresa

A escolha por qualquer modalidade de crédito deve ser criteriosa. Isso porque, o planejamento é essencial para qualquer decisão que envolva empréstimo para a empresa.

Por isso, é sempre válido realizar pesquisas e comparar taxas e condições de empréstimo em diferentes agentes financeiros, a fim de encontrar a solução que melhor atenda a necessidade da sua empresa. Veja o que considerar antes de assinar o contrato de empréstimo:

1. Faça um planejamento financeiro

Antes de escolher uma linha de crédito específica, faça um planejamento e entenda quanto a parcela vai pesar no caixa da empresa. O crédito é um potencializador para o seu negócio, por isso, a organização de suas finanças e separação do fluxo de caixa é tão importante. 

Avalie as taxas, prazo de pagamento e como a empresa arcará com as parcelas. Um ponto importante é tentar não comprometer mais de 30% do fluxo de caixa e encaixar os pagamentos do empréstimo nas contas da companhia. 

Se você deseja abrir um novo negócio, é preciso analisar o capital necessário para tirar o plano do papel e se será possível arcar com as parcelas do empréstimo no período inicial, visto que, dependendo do empreendimento, o lucro não costuma ser imediato.

2. Pesquise e faça simulações

Cada agente financeiro possui exigências, fatores de restrição, taxas, encargos, prazos e limites, que fazem parte da política de crédito, o que costuma variar bastante. 

Por isso, é sempre válido realizar pesquisas e fazer simulações de crédito, a fim de identificar a melhor solução para sua necessidade. Com acesso ao que é praticado no mercado, é possível ter mais poder de negociação.

Aproveite recursos tecnológicos para comparar as modalidades e simular taxas e prazos de pagamento. 

3. Fique atento ao CET

Ao realizar as simulações, não esqueça de olhar todos os custos envolvidos na operação. Isso porque, bancos também cobram taxas administrativas e, por isso, a referência para comparar as linhas de crédito é o CET (Custo Efetivo Total).

Quando você sabe exatamente quanto terá que desembolsar evita ter surpresas nas parcelas, como acréscimos nas parcelas. Para aprender a calcular o CET de juros, leia: CET: o que é Custo Efetivo Total e como calcular.

10 linhas de crédito para empresas de pequeno a grande porte

Confira abaixo as principais linhas de crédito para empresas disponíveis no mercado e avalie qual alternativa irá suprir as demandas do negócio sem impactar a sua saúde financeira. Compare:

1. Empréstimo com garantia

Como o próprio nome indica, no empréstimo com garantia o interessado apresenta um bem à instituição financeira para assegurar o pagamento das parcelas. Entre as modalidades mais comuns estão o empréstimo com garantia de veículo e o empréstimo com garantia de imóvel, também chamado de home equity.

Tendo em vista que o empresário oferece uma garantia de pagamento, as chances de inadimplência diminuem. Dessa forma, é possível oferecer juros mais baixos do que em outras modalidades de empréstimo e prazos mais longos para pagamento. 

Na Creditas, a maior plataforma de empréstimo com garantia do país, as taxas praticadas no empréstimo com garantia de automóvel começam em 1,49% ao mês. Para o home equity, os juros são a partir de 1,09% a.m + IPCA no mesmo período.

2. Financiamentos

O financiamento, diferente do empréstimo, é um crédito cedido com uma finalidade específica e definida em contrato, como a compra de um imóvel, veículo ou equipamentos. As condições do crédito variam de acordo com o agente financeiro, sendo possível financiar de 80% a 100% do bem e o prazo de pagamento pode chegar a até 60 meses. 

Esse tipo de crédito pode ser contratado por empresários de grande a pequeno porte,  diretamente em bancos e agentes financeiros especializados. As taxas de juros mensais variam entre 2% e 7% ao mês. Portanto, é sempre válido pesquisar e comparar as condições oferecidas antes de fechar negócio.

3. Crédito para capital de giro

Este tipo de crédito está disponível para atender diversas necessidades do fluxo de caixa das empresas, como o pagamento de salários, fornecedores e aluguel, por exemplo.

Diferentemente do financiamento, neste caso não é necessário explicar a finalidade do empréstimo no momento da solicitação. Além disso, é possível optar pelo pagamento bimestral, semestral ou integral após o fim do contrato.

No entanto, esse tipo de crédito é indicado para demandas de curto prazo, visto que o prazo médio de parcelamento costuma ser de 12 meses. É possível contratar o crédito diretamente na instituição financeira na qual a empresa possui conta corrente ou em empresas especializadas em crédito empresarial. Em todo caso, é sempre válido comparar as taxas de juros e condições ofertadas.

4. Peer to peer

O Peer to peer (P2P) é uma linha de crédito para empresas que conecta tomadores de crédito a investidores por meio de plataformas digitais. Dessa forma, é possível que investidores - que podem ser pessoas físicas ou jurídicas - emprestem dinheiro diretamente para a empresa, ou seja, a operação não depende de um agente financeiro.

A verificação do risco consiste em checar o perfil financeiro de quem tomará o empréstimo. Os investidores podem fazer a disponibilização total ou parcial do valor a ser emprestado. Isso permite o compartilhamento do risco da operação.

5. Antecipação de recebíveis

Esta modalidade de empréstimo online permite que a empresa receba os lucros de forma antecipada. O processo costuma ser menos burocrático e é utilizado por empresários que ainda não têm capital de giro. 

Como esse crédito antecipa os pagamentos que a empresa já vai receber, os pagamentos em questão funcionam como uma garantia, o que se reflete em juros mais baixos e em um crédito mais barato e acessível. Por outro lado, essa é uma alternativa de curto prazo, indicada para cobrir despesas mais urgentes do negócio.

Para fazer a solicitação, basta procurar um agente financeiro que oferece essa alternativa de crédito, como bancos, financeiras, factorings (empresas de fomento mercantil), fundos de investimentos em direitos cred

6. Cooperativas de crédito

As cooperativas de crédito oferecem produtos de crédito semelhantes a um agente financeiro comum, como cartões de crédito, financiamentos e empréstimos para capital de giro, com o objetivo de promover o desenvolvimento regional por meio do próprio interesse da comunidade. 

Elas possuem isenção de  tributação como CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido), PIS (Programa de Integração Social) e Cofins, visto que são uma organização sem fins lucrativos, o que garante melhores condições de crédito.

Para garantir o crédito é preciso fazer parte da cooperativa e realizar a compra de uma cota, que costuma ser de aproximadamente 100 reais, bem como participar das decisões em assembleias como sócio.

7. Microcrédito

O microcrédito é uma modalidade de empréstimo para pessoa física ou microempreendedor que pretende abrir ou ampliar um negócio. A modalidade é destinada a empreendedores formais - como MEIs (microempreendedores individuais) e pessoas jurídicas - e informais, que não têm fácil acesso a empréstimos ou créditos convencionais. Por meio do microcrédito, cada empreendedor pode captar até 20 000 reais.

Entre as vantagens da operação estão as taxas de juros reduzidas, isenção de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e a facilidade de aprovação. O empreendedor também pode contratar o Microcrédito Produtivo Orientado (MPO), disponível para empresas de pequeno porte (EPPs) com faturamento de até 200 000 reais por ano e microempreendedores individuais (MEIs). Nesse caso, o agente financeiro fornece uma orientação ao empresário sobre o uso consciente do dinheiro, com o foco na ampliação e saúde financeira do negócio.

Leia também: Microcrédito: o que é, como funciona e como conseguir

8. Crédito para empresas BNDES

Entre as linhas de crédito para pequenas empresas estão as opções oferecidas pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que possui produtos exclusivos para micro e pequenas empresas.

A BNDES Crédito Pequenas Empresas é vinculada a agentes financeiros credenciados e oferece limite de crédito máximo de 500 000 reais por cliente a cada 12 meses, com prazo máximo de até 60 meses e dois anos de carência. A taxa média de juros chega a 1,3% ao mês e inclui a remuneração do BNDES e do agente financeiro envolvido na operação.

O BNDES também oferece um cartão de crédito exclusivo para a compra de máquinas, equipamentos, veículos e outros bens de produção para a empresa diretamente de fornecedores credenciados. O crédito está disponível para micro, pequenas e médias empresas. O financiamento pode ser de até 100% do valor do bem e o prazo de pagamento varia entre 3 a 48 prestações mensais.

9. Investidores-anjo

Para quem busca linhas de crédito para abrir uma empresa, vale a pena recorrer aos investidores-anjo, que são pessoas físicas que investem em empresas com alto potencial de crescimento. Neste tipo de operação, o investidor-anjo - que também pode ser um pequeno grupo de pessoas físicas - recebe uma participação minoritária no empreendimento, entre 5% e 10%. Mais do que dinheiro, os investidores podem contribuir compartilhando experiências e contatos estratégicos.

A organização sem fins lucrativos Anjos do Brasil, por exemplo, oferece oportunidade de aportes entre 100 000 reais e 800 000 reais. Mas, para captar recursos, as empresas devem apresentar produtos ou serviços inovadores, que tenham alto potencial de crescimento e apresentem processos escaláveis.

10. Financiamento coletivo

Outra alternativa para conseguir linha de crédito para uma empresa nova ou para impulsionar um negócio já existente é recorrer ao financiamento coletivo, popularmente conhecido como “vaquinha”. No Brasil, há plataformas online que oferecem esse tipo de serviço. 

Para solicitar, basta cadastrar o seu projeto e estipular um valor a ser arrecadado por determinado período de tempo.

Leia também: Como abrir um negócio: passo a passo para realizar o seu projeto

Como conseguir linha de crédito para uma empresa?

Agora é hora de saber como conseguir um empréstimo para sua empresa na Creditas. Aqui você pode usar seu carro, casa ou apartamento como garantia do empréstimo para microempreendedor e a contratação é 100% online. O processo é mais seguro para a gente que empresta e para você que solicita. Com menor risco de inadimplência, os juros ficam mais baixos.

Se você quiser saber como seriam as condições para fazer esse empréstimo, basta acessar nossa página focada em empréstimo para empresas. Lá você encontra tudo que precisa para solicitar sua linha de crédito.

Tire suas dúvidas

Veja abaixo as respostas para as principais dúvidas sobre empréstimo para empresas.

A Creditas realiza esse tipo de empréstimo. E o melhor é que na  Creditas você usa seu carro, casa ou apartamento como garantia do empréstimo para microempreendedor e a contratação é 100% online. O processo é mais seguro para a gente que empresta e para você que solicita. Com menor risco de inadimplência, os juros ficam mais baixos.

Se você quiser saber como seriam as condições para fazer esse empréstimo, basta acessar nossa página focada em empréstimo para MEI. Lá você encontra tudo que precisa para solicitar sua linha de crédito.

Qual banco libera empréstimo para capital de giro?

A Creditas realiza esse tipo de empréstimo. E o melhor é que a Creditas possui as menores taxas de juros do mercado, facilidade e rapidez em todo o processo de solicitação e ainda conta com atendimento personalizado.

Se você quiser saber como seriam as condições para fazer esse empréstimo, basta acessar nossa página focada em empréstimo para capital de giro. Lá você encontra tudo que precisa para solicitar sua linha de crédito.

A Creditas realiza esse tipo de empréstimo. E o melhor é que a Creditas possui crédito de qualidade, já que o empréstimo com garantia é uma opção com juros mais viáveis. Na Creditas, você pode fazer duas modalidades de empréstimo:

  • Com garantia de imóvel - empréstimo de R$ 50 mil a R$ 3 milhões, juros a partir de 1,09% a.m + IPCA e até 240 meses para pagar;
  • Com garantia de veículo - empréstimo de R$ 5 mil a R$ 150 mil, juros a partir de 1,49% ao mês e até 60 meses para pagar.

Essas taxas de juros tornam a Creditas um dos melhores bancos para fazer empréstimo para CNPJ. Se você quiser saber como seriam as condições para fazer esse empréstimo, basta acessar nossa página focada em empréstimo para empresas

Empréstimo para empresas possuem mais burocracia? 

Sim, existe mais burocracia. Segundo levantamento do SPC Brasil, 34% dos empresários de menor porte consideram difícil conseguir crédito, sendo um dos principais entraves o excesso de burocracia. Isso ocorre, pois a empresa deve ter em mãos inúmeros documentos, certidões e autenticações, que nem sempre são fáceis de acessar e/ou guardar. Em alguns casos, as instituições financeiras indicam a necessidade da presença de um avalista, assim como ter acesso ao histórico de relacionamento da pessoa com o banco. Mais que isso: em alguns casos, o empresário precisa apresentar plano de negócio, por exemplo.

Com o excesso de burocracia e de exigências de garantia, apenas 15% dos micro e pequenos pretendem acessar empréstimo para empresa pelos próximos 90 dias, segundo a pesquisa do SPC.

É possível diminuir a burocracia para esse tipo de crédito? 

Segundo Roque Pellizzaro Junior, presidente do SPC,  o empreendedor deve manter atualizado seu balanço patrimonial, certidões negativas e histórico de crédito. Ele lembra também que, com a aprovação do Cadastro Positivo pelo Congresso Nacional,  o cenário pode melhorar. Na prática, com ele as instituições financeiras poderão realizar uma análise de crédito mais assertiva, o que deve reduzir as taxas de juros para os bons pagadores.

Outro passo muito importante nesse processo de tomar empréstimo para empresa - e fugir tanto da burocracia, quanto de se enrolar com as parcelas e ficar inadimplente - é levar em consideração o fluxo de caixa, capital de giro e capital de reserva.

Agora que você já sabe como aprimorar a gestão financeira da sua empresa e como captar recursos para impulsionar ou abrir um novo negócio, compartilhe suas experiências com a gente nos comentários.

Newsletter

Exponencial

Assine a newsletter e fique por dentro de todas as nossas novidades.

Nome
E-mail

Ao assinar a newsletter, declaro que concordo com a Política de privacidade da Creditas.

Publicações recentes

Me explica Creditas

Deduções Imposto de Renda 2024: o que pode ser deduzido