Revolucionando o empréstimo no Brasil
Use seu carro como garantia de novas conquistas
Use seu carro como garantia de novas conquistas
Crédito e empréstimo

Refinanciamento vale a pena? Entenda quando a opção é vantajosa

O refinanciamento é uma alternativa para melhorar as condições de um empréstimo e conseguir crédito de qualidade para quitar dívidas e viabilizar conquistas. Saiba quando e como contratar
Escrito por Flávia Marques em 07.05.2020 | Atualizado em 07.05.2020
  • 6 Likes

Depois de contratar uma linha de crédito que passa a pesar no bolso, muitos consumidores procuram possibilidades de trocar a dívida por outra mais barata e conseguir uma folga no orçamento. Em situações como essa ou para conseguir dinheiro para outras finalidades, surge a dúvida se recorrer a um refinanciamento vale a pena. 

Normalmente, sim. A ideia do refinanciamento é justamente trazer uma oferta de crédito com condições melhores do que as disponíveis em modalidades mais comuns, como o empréstimo pessoal, cheque especial e cartão de crédito. Em muitos casos, ao optar por um refinanciamento o solicitante consegue taxas de juros mais baixas, que tornam o empréstimo mais barato, além de maior prazo para pagamento.

Quando um refinanciamento vale a pena? 

O refinanciamento é uma saída interessante quando possibilita o acesso a um crédito mais saudável para o bolso do consumidor. Geralmente, a dívida fica mais barata quando a nova opção contratada possui taxas de juros mais baixas. Vamos a um exemplo. 

Um cliente precisa de 10 000 reais e decide contratar um empréstimo pessoal para pagar em 24 vezes. A taxa média de juros para essa modalidade gira em torno de 5,7% ao mês, de acordo com o Banco Central (abril/2020). Nesse caso, o valor das parcelas é 774,84 reais. O total desse financiamento é de 18 586,16 reais, sendo 8 596,16 de juros.

Vamos supor que, depois de fechar negócio, o consumidor percebeu que a taxa era muito alta e decidiu recorrer a um refinanciamento usando o seu automóvel como garantia de pagamento. Na Creditas, principal plataforma online de crédito com garantia do país, os juros dessa modalidade começam em 1,49%. Vamos usar esse valor como referência. 

Com essas condições, ao contratar um empréstimo de 10 000 reais em 24 vezes, o valor das parcelas caiu para 498,66 reais. Então, o custo total do empréstimo também caiu, para 11 967,84 reais. Nesse exemplo, ao refinanciar a dívida, o consumidor economizou 6 618,32 reais de juros, além de conseguir uma redução de 36% no valor da parcela. A troca valeu a pena. 

Note como as condições oferecidas por diferentes instituições financeiras podem mudar o custo do crédito de forma expressiva. Por isso, para descobrir quando o refinanciamento vale a pena é importante comparar ofertas e ficar atento às mudanças em todas as variáveis: taxas envolvidas na operação, prazo para pagamento, valor da prestação e custo total.   

Como funciona o refinanciamento? 

Quando o consumidor já tem uma dívida, o refinanciamento nada mais é do que trocar um contrato de empréstimo antigo por um novo, fazendo alterações no prazo de pagamento ou no valor contratado. 

Enquanto no financiamento o consumidor contrata uma linha de crédito para um fim específico, como a compra de um veículo ou imóvel, no refinanciamento o bem é utilizado apenas como garantia de pagamento da operação. O valor emprestado pela instituição financeira pode ser utilizado para qualquer finalidade: quitar dívidas, abrir ou investir em um negócio, viajar, estudar e reformar a casa são algumas das possibilidades. 

No Brasil, o refinanciamento de imóvel e o refinanciamento de automóvel são as opções mais conhecidas. Durante o processo, o bem apresentado como garantia à instituição financeira sofre a chamada alienação fiduciária. Ele fica condicionado ao pagamento do empréstimo, mas continua sendo de propriedade direta do contratante e pode ser utilizado normalmente. Assim que o pagamento da dívida é concluído, a alienação é desfeita. 

Quais são as vantagens do refinanciamento? 

A grande vantagem do refinanciamento é o acesso a taxas mais baixas. Como se trata de uma operação que envolve uma garantia de pagamento, o risco de inadimplência à instituição financeira é menor. Por consequência, ela passa a oferecer condições mais interessantes.  

Para efeito de comparação, confira o valor médio das principais taxas de juros praticadas no país e perceba a diferença entre as modalidades de refinanciamento em relação às demais:

Modalidade de crédito  Taxa de juros (ao ano)
Parcelamento do cartão de crédito 150,9%
Rotativo do cartão de crédito  146,7%
Cheque especial 130%
Empréstimo pessoal 94,7%
Refinanciamento de automóvel (Creditas) 17,88%
Empréstimo consignado (Creditas) 15,48%
Refinanciamento de imóvel (Creditas) 11,88%

*Fontes: Banco Central e Creditas (abril/2020).

Além disso, por envolver bens duráveis, o refinanciamento de imóvel e de automóvel permitem longos prazos para pagamento. Assim, as parcelas ficam menores e cabem no orçamento. 

Na Creditas, os clientes que colocam automóveis em garantia podem conseguir prazos de até 60 meses para quitar o empréstimo. Para os que utilizam imóveis, o parcelamento dos débitos pode ser realizado em até 180 meses. O período varia de acordo com o valor de mercado do bem e da renda do solicitante (já que as parcelas não podem superar 30% do orçamento mensal do cliente). 

Vale a pena refinanciar imóvel? 

O refinanciamento de imóvel é uma das modalidades de crédito mais saudáveis do mercado. Na Creditas, por exemplo, as taxas praticadas nessa modalidade começam em 0,99% ao mês + IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) e o cliente pode conseguir entre 30 000 e três milhões de reais. 

Normalmente essa modalidade oferece quantias altas, que podem chegar a 60% do valor do imóvel. Por isso, a operação exige um tempo mais longo para preparar a documentação e pode não atender às necessidades de consumidores que precisam levantar o recurso com urgência ou que precisam de um valor menor.

Em situações assim, outras modalidades de empréstimo com garantia podem ser mais interessantes: o refinanciamento de veículo, por exemplo, permite que o contratante use o seu automóvel - que também não precisa estar quitado - como garantia de pagamento e também tenha acesso a juros baixos, que giram em torno de 18% ao ano. 

Outra opção saudável é o empréstimo consignado, em que o valor das parcelas é descontado diretamente da folha de pagamento do contratante. Nesta operação, é preciso que o consumidor trabalhe em uma empresa conveniada a uma instituição financeira - banco ou fintech de empréstimo - que ofereça o consignado. Para funcionários de empresas privadas, a taxa média de juros desta modalidade é de 35% ao ano, segundo o Banco Central.

Vale a pena refinanciar o veículo? 

Assim como o refinanciamento de imóvel, o refinanciamento de automóvel, também conhecido como empréstimo com garantia de veículo ou auto equity, costuma oferecer boas condições de pagamento por envolver um bem como garantia de pagamento. Sempre vale a pena trocar uma dívida cara por outra mais barata, com taxas menores. 

Para os consumidores que têm despesas com o cartão de crédito, cheque especial ou outra linha de crédito com juros abusivos, buscar um empréstimo com taxas baixas e prestações que caibam no bolso é uma necessidade urgente para evitar o superendividamento. 

Leia também | Dívida de cartão de crédito: 6 passos para se livrar de vez dela

Vale lembrar que, além de quitar dívidas, o refinanciamento de veículo também é uma alternativa interessante para viabilizar outras conquistas. Depois de fazer um planejamento financeiro e descobrir o valor para suprir sua necessidade, pesquisar as condições oferecidas nessa modalidade é uma boa opção. Você pode fazer uma simulação agora mesmo: 

O refinanciamento também pode ser vantajoso para aqueles que fazem empréstimos com taxas prefixadas. Com as variações da Selic, a taxa básica de juros da economia, é possível que os juros fiquem menores do que o acordado nessa contratação. A Creditas é uma das maiores fintechs do Brasil e se especializou nesse modelo, pensando em ajudar os clientes a conseguirem as melhores condições ao contratar um empréstimo online e seguro. 

Antes de contratar um refinanciamento para contrair uma dívida mais barata, lembre-se de que essa modalidade pode ser uma grande aliada para reajustar as contas, mas manter as despesas em dia exige um planejamento financeiro e acompanhamento constante. Não tenha medo de encarar os números. O início pode parecer difícil, mas esse cuidado certamente trará mais tranquilidade no futuro. Saiba como começar o seu planejamento financeiro

E você? Está pensando em fazer o refinanciamento do seu empréstimo? Não se esqueça de avaliar se as novas condições realmente trarão vantagens para o seu orçamento. Compartilhe a sua opinião e experiência conosco nos comentários!

Receba conteúdos exclusivos
Não perca nenhuma novidade, assine nossa newsletter.
Carregando...
  • 6 Likes
Flávia Marques

Escrito por Flávia Marques

Repórter do Portal Exponencial, jornalista e curiosa. Gosta de observar, absorver e, diariamente, dividir o que aprende escrevendo.

Comentários [0]

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentário enviado com sucesso!
Erro ao enviar comentário. Por favor, tente novamente.
Revolucionando o empréstimo no Brasil

Quem somos

As transformações do mundo exigem cada vez mais de nós. Mais funções, mais responsabilidades, mais conhecimento. Mais, mais e mais. Mas o que Creditas e Exponencial têm a ver com isso?

Somos movidos por fazer a diferença na vida das pessoas. Se vivemos o tempo das informações ilimitadas, é nossa função criar e filtrar diferentes conteúdos aos nossos leitores, para que o conhecimento financeiro deles cresça exponencialmente.

Exponencial. Informação é fonte de crescimento.

A Creditas é uma plataforma digital que atua como correspondente bancário para facilitar o processo de contratação de empréstimos. Como correspondente bancário, seguimos as diretrizes do Banco Central do Brasil, nos termos da Resolução nº. 3.954, de 24 de fevereiro de 2011.

Creditas Soluções Financeiras Ltda. é uma sociedade limitada registrada sob o CNPJ/MF 17.770.708/0001-24, com sede na Av. Engenheiro Luís Carlos Berrini, 105, 12º andar Itaim Bibi, São Paulo – SP, 04571-010