• Simule seu crédito

    Simule seu crédito

    • Empréstimo com veículo em garantia
    • Empréstimo com imóvel em garantia
    • Empréstimo consignado
    Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Soluções

    Soluções

    • Imóveis
    • Reforma
    • Venda
    • Troca
    • Carros

    • Financiamento de carros
    • Loja de carros
    Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Store

    Store

    Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Empresas
  • Ajuda
Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Controle financeiro
  • Realizando sonhos
  • Saia do Vermelho
  • Me explica Creditas
  • Tudo sobre Crédito
  • Meu negócio
  1. Home

  2. Saia do vermelho

Saia do vermelho

Feirões online de negociação de dívidas dão descontos de até 90%

Feirões online do SPC Brasil e do Serasa podem gerar descontos expressivos no valor da dívida. Entenda as vantagens e saiba como participar

por Flávia Marques

Atualizado em 13 de outubro, 2021

As dívidas em atraso são um problema bastante conhecido pelos brasileiros. Hoje, mais de 63 milhões de consumidores estão inadimplentes - o que equivale a mais de 40% da população economicamente ativa do país. A boa notícia é que até o final do ano esse grupo terá maiores chances de limpar o nome. Isso porque dois dos principais birôs de crédito do país - SPC Brasil e Serasa - estão promovendo feirões online de negociação de dívidas

Além de condições de pagamento facilitadas, privacidade e conveniência são as principais vantagens das ações na internet. “Os canais digitais já se consolidaram nas transações bancárias e nas compras online. Agora, é a vez das renegociações de débitos ganharem mais espaço nessas plataformas”, avalia o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior. 

Feirão SPC Brasil 

No feirão online do SPC Brasil, sem precisar sair de casa, os consumidores de diversas cidades do interior do país poderão renegociar contas em atraso pelo site da instituição. Quando o feirão é realizado, diversas empresas entre bancos, consórcios, operadoras de telefonia, construtoras, supermercados e instituições do comércio e do ramo de serviços oferecem condições especiais para os interessados em regularizar os débitos.

As facilidades são interessantes, e vão desde um desconto no valor da dívida - que em alguns casos podem chegar a 90% - até a possibilidade de um parcelamento maior ou novo prazo para pagamento. 

Após fazer o cadastro no site do SPC Brasil, o consumidor receberá uma confirmação de autenticidade e poderá consultar gratuitamente o seu CPF. Assim, ele poderá verificar se existem pendências e se a empresas credoras aderiram ao programa do birô. Em caso positivo, é possível pedir a renegociação pelo próprio site e baixar o boleto com as novas condições de pagamento. 

Feirão Limpa Nome Serasa

O programa de renegociação de dívidas do Serasa, também conhecido como Feirão Serasa Limpa Nome, já atingiu mais de um milhão de acordos feitos pela plataforma. Você pode acessar o feirão online acessando site do Serasa.

Parte do sucesso da ação se dá pelas condições especiais de pagamento, que facilitam o abatimento das dívidas. No caso do Feirão Limpa Nome, os descontos podem chegar a 98%. De acordo com a instituição, até o momento, os descontos oferecidos já ultrapassaram 2 bilhões de reais.

Os consumidores podem negociar dívidas com os credores de duas formas: por meio do site do Serasa Limpa Nome ou usando o aplicativo do Serasa Consumidor.  Aqueles que não têm acesso à internet ou preferem atendimento presencial também podem ir às agências da Serasa localizadas em mais de 20 municípios. O tempo médio para fechamento de acordo é de menos de dois minutos.

As unidades de Porto Alegre, Curitiba, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Campo Grande, Salvador, Fortaleza, São Luís, Goiânia, Manaus, Bauru, João Pessoa, Porto Velho, Natal, Cuiabá, Recife, Londrina, São José do Rio Preto, Belém, Florianópolis e Vitória estão autorizadas a receber consumidores e oferecer apoio nas negociações do Serasa Limpa Nome. 

Renegociação de dívidas: este é o melhor momento? 

Na avaliação de Roque Pellizzaro Junior, os meses de novembro e dezembro representam o período ideal para quitar os débitos e organizar a vida financeira. Isso porque o pagamento do 13° salário e a recente liberação do FGTS trazem uma renda complementar que pode ser utilizada para quitar as contas em atraso. “Quem está inadimplente deve priorizar o pagamento de dívidas com esse dinheiro”, orienta Pellizzaro. 

O presidente chama a atenção para outro ponto: aqueles que desejam sair do vermelho ainda este ano devem ficar atentos para não ceder ao consumismo, comportamento que tende a ganhar força com a chegada das festividades. “Estamos nos aproximando das festas natalinas, que é um período em que todos gostam de presentear e aproveitar as promoções”, alerta. Para isso, é importante fazer um esforço para quitar as dívidas e consumir com responsabilidade para não reincidir nos atrasos”, afirma Pellizzaro Junior. 

Novos projetos devem ajudar a conter a inadimplência 

Os dados evidenciam a necessidade de reduzir a inadimplência no Brasil. Felizmente, diante da urgência de soluções para a questão, surgem novos projetos. Nesta semana, o Banco Central e a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) assinaram um acordo para o desenvolvimento de uma série de ações voltadas a educação financeira. 

Um dos pontos do projeto será um mutirão de renegociação de dívidas com as instituições bancárias. Na quarta-feira (20), o presidente do BC, Roberto Campos Neto, afirmou em audiência na Câmara dos Deputados que antes do Natal e do Ano Novo as agências bancárias devem estender o horário de atendimento para renegociar as dívidas dos consumidores. 

O projeto pode trazer resultados expressivos, já que as dívidas com os bancos representam a maior causa de inadimplência no país. Hoje, 53% dos consumidores com as contas em atraso têm pendências relacionadas a instituições financeiras. Além disso, 17% do total das dívidas correspondem ao comércio, 12% ao setor de comunicação e 10% às contas básicas, como água e luz. 

Leia também: Dívida com banco: como negociar e quitar esse débito 

Newsletter

Exponencial

Assine a newsletter e fique por dentro de todas as nossas novidades.

Nome
E-mail

Ao assinar a newsletter, declaro que concordo com a Política de privacidade da Creditas.

Publicações recentes

Meu negócio

Como fazer declaração do MEI: passo a passo

4 minutos de leitura