Revolucionando o empréstimo no Brasil
Use seu carro como garantia de novas conquistas
Use seu carro como garantia de novas conquistas
Crédito e empréstimo

Score: tudo o que você precisa saber sobre a pontuação do Serasa

Ter um score positivo ajuda a conseguir empréstimo e melhores taxas de juros em diferentes modalidades
Escrito por Portal Exponencial em 07.01.2019 | Atualizado em 11.09.2020
  • 2 Likes

Não é incomum ouvir a expressão “bom pagador na praça.” Em termos gerais, o título é destinado a uma pessoa que mantém suas contas em dia. O que muitos não sabem, porém, é que a “fama” de bom pagador tem um nome real no mercado: score, que avalia e armazena o histórico de pagamento dos consumidores. 

Para ajudar você a entender tudo relacionado a esse assunto, preparamos um especial com as principais dúvidas e respostas deste tema. Aqui, você vai entender:

  • O que é score
  • Como consultar score
  • O que é um score alto
  • O que é um score baixo
  • 6 dicas sobre como aumentar o score
  • Dúvidas comuns sobre score de crédito 

O que é score?

“Score” é um termo inglês para “pontuação”. O Serasa Score vai de 0 a 1.000 pontos e é calculado de acordo com seus hábitos de consumo. É essa pontuação que mostra para as instituições financeiras se você é um “bom pagador” e se há risco de inadimplência. Com esses pontos é possível avaliar se o consumidor poderá honrar compromissos financeiros futuros com base no seu comportamento dos últimos 12 meses.

Em resumo: se o cliente pagou todas as dívidas que adquiriu no último ano, é considerado um bom pagador e a instituição financeira entende que é seguro conceder a ele um novo crédito. Já, ao contrário, se o cliente deixou de pagar alguma conta e está com o nome sujo, não é aconselhável fornecer mais crédito a esta pessoa, já que as chances de inadimplência são mais altas. 

É por isso que  as instituições que vendem produtos via crediário procuram analisar a capacidade de pagamento do seu cliente (o score) antes de conceder qualquer tipo de crédito. Isso vale para empréstimo, financiamento e até mesmo para liberar limite no cheque especial ou parcelamento de compras no cartão de crédito

Assim, quanto maior o seu score, maiores são suas chances de conseguir um empréstimo e também taxas mais baixas. Caso você tenha um score baixo, por exemplo, as instituições financeiras não conseguem ter segurança de que o crédito solicitado será quitado, por isso algumas vezes as solicitações são negadas ou os juros são mais altos do que você esperava.

Toda informação sobre o score é obtida por meio do CPF e o histórico fica armazenado nos quatro birôs de crédito que existem no Brasil: Serasa, SPC Brasil, Boa Vista SCPC e Quod. 

Atualmente, qualquer pessoa pode checar a própria pontuação online – e ficar atenta para melhorá-la, caso precise. Porém, não é permitido verificar o score de outras pessoas, pois a informação é sigilosa.

Como consultar o score?

Ao realizar a consulta de score, você consegue descobrir em qual nível de pontuação você está para poder se organizar e aumentar sua pontuação, caso seja preciso. 

É importante frisar que a pontuação do Serasa está relacionada a todos os seus hábitos financeiros, por isso, ao consultar seu score podem surgir dúvidas sobre por que sua pontuação é aquela. 

Mas, calma! No próximo tópico mostraremos o que você pode fazer para aumentar o seu score. Antes, veja o passo a passo para acompanhar o seu score. 

  1. Acesse o site do Serasa Score ou do BoaVista e insira seu CPF. Será preciso preencher um breve cadastro e criar uma senha para conseguir acessar o sistema. Aqui citamos apenas essas duas instituições, já que a consulta do score em ambas é gratuita. 
  2. Depois, entre no sistema usando a senha criada e pronto! Logo na primeira página você já poderá ver sua pontuação. 

Além disso, o portal também mostra se o seu nome está limpo e se você está regularizado na Receita Federal. E mais: você consegue ver quais são os motivos que diminuem sua pontuação e quais aumentam. Mostraremos mais detalhes sobre isso a seguir. 

O que é um score alto?

São quatro as faixas utilizadas pelo Serasa (o maior e mais utilizado dos quatro birôs de crédito brasileiros) e elas são definidas por cores: vermelho, laranja, amarelo e verde:

  • De 0 a 300 pontos (vermelho): existe alto risco de inadimplência
  • De 300 a 600 pontos (laranja): risco médio de inadimplência
  • De 600 a 800 (amarelo): risco intermediário de inadimplência
  • De 800 a 1000 (verde): é a faixa onde existem os menores riscos de inadimplência

Ao fazer a consulta com o seu CPF no site do Serasa, gratuitamente, é possível constatar qual sua pontuação e sua cor nesse birô de crédito. Mas, quanto de score é bom? A partir dos 300 pontos, apesar de ainda ser uma faixa considerada baixa, já é possível ter acesso a crédito. 

As empresas, de forma geral, ficam mais atentas aos consumidores que estão na faixa vermelha. Dificilmente esse cliente que está entre 0 a 300 pontos poderá fazer financiamentos. Se conseguir crédito, as taxas de juros serão mais altas para ele, uma vez que o risco de inadimplência é maior por conta do histórico desse consumidor.

Dessa forma, o bom score é aquele que se encontra entre 600 e 800 pontos, a faixa amarela. A faixa seguinte, verde, é a mais difícil de alcançar (não impossível), onde se encontram os clientes que raramente ou nunca deveram uma fatura.

Além de proteger as empresas e ajudar para que os bons pagadores obtenham juros menores nas negociações de crédito, outro grande benefício do score é seu caráter educacional. Por estimular boas práticas de pagamento ao consumidor, o score acaba funcionando como uma espécie de educador financeiro.

Assim, sua prática é relevante para o mercado de crédito como um todo. Afinal, quando um indivíduo está consciente da importância de ser um bom pagador – e ter um bom histórico de consumo – ele aprende a controlar melhor suas finanças, bem como a organizar sua vida financeira, diminuindo, assim, a inadimplência. E, quanto menor o risco de calote, maiores são as chances de conseguir crédito. 

O que é um score baixo? 

Por se tratar de um histórico de pagamento, a pontuação do score leva em consideração sua dinâmica como um pagador. Dessa maneira, quando há atrasos em contas e, principalmente, inadimplência, fica armazenado em seu CPF, impactando diretamente a pontuação. 

Objetivamente, um score baixo é o que se encontra na faixa vermelha, de 0 a 300 pontos.

Em inúmeros casos, a pessoa só descobre que não conseguirá o empréstimo para financiar a casa, o carro, ou tomar um empréstimo pessoal ou em garantia para quitar dívidas, quando está procurando pelo dinheiro. Pior: quando vê o empréstimo negado por não ter uma pontuação que lhe dê acesso ao montante.

Por isso, é importante estar sempre atento ao seu histórico de pagamento, manter os dados cadastrais (principalmente o endereço) atualizados em birôs de crédito e estar sempre ciente que a falta de um score positivo pode te impedir de realizar sonhos, metas pessoais e, principalmente, tomar empréstimo.

6 dicas sobre como aumentar o score

O seu score no Serasa influencia suas solicitações de empréstimo. Por isso, procure sempre mantê-lo positivo para que você consiga o crédito que precisa. 

Separamos os principais motivos que ajudam a pontuação do score a ficar mais alta. 

1. Pagar todas as contas em dia  

Todas as contas que estão em seu nome influenciam para sua pontuação no Serasa. Por isso, faça o possível para não deixar nenhuma passar do vencimento. 

2. Evitar ter dívidas em seu nome

Isso está diretamente relacionado ao pagamento das contas em dia. Realizando os pagamentos dentro das datas de vencimento, menos dívidas estarão atreladas ao seu CPF. 

3. Não comprometa mais de 30% da sua renda com dívidas

Todos os seus dados financeiros estão vinculados ao seu CPF. Isso significa que o Serasa tem como acompanhar qual a sua renda e qual seu percentual de dívidas. Então, o ideal é que suas dívidas não comprometam mais de 30% dela. 

Por exemplo: se a sua renda mensal é de R$ 2 mil, o melhor seria que suas dívidas representassem no máximo R$ 600. 

4. Procurar limpar seu nome caso ele esteja sujo

Para que sua pontuação no Serasa comece a aumentar, é fundamental que seu nome esteja limpo. Por isso, procure descobrir os motivos que levaram ao seu nome ficar sujo e faça o possível para reverter essa situação.

5. Manter seus dados cadastrais atualizados no Serasa

Os seus dados presentes no cadastro do Serasa devem bater com os dados das suas contas. Por isso, sempre que houver qualquer alteração, como uma mudança de casa, acesse o site do Serasa Score e atualize suas informações. 

6. Fazer seu Cadastro Positivo

O Cadastro Positivo leva em consideração seu histórico de “bom pagador”, por isso é importante fazer o seu para que as instituições bancárias possam informar ao Serasa sobre as suas contas que foram pagas em dia e também sobre as dívidas que foram quitadas. 

Esse cadastro, aprovado no Brasil em 2011 e em vigor desde julho de 2019, permite aos birôs de crédito utilizarem as informações deste “currículo financeiro” individual para avaliar a imagem dos consumidores no mercado de crédito.

A mudança mais relevante com a inclusão no score do Cadastro Positivo é que agora o histórico de crédito dos consumidores também passa a contar, e não apenas os dados de inadimplência. Segundo o Serasa, podem ser considerados os dados de até 15 anos, por exemplo, desde a criação do seu primeiro cartão e o pagamento das faturas até o seu último financiamento.

As empresas que passavam suas informações para o birô de crédito, até maio de 2020, eram apenas as instituições onde você tem conta. O processo de inclusão de novas fontes está acontecendo aos poucos e a expectativa é que, na sequência, sejam incluídas informações das prestadoras de serviços continuados (água, luz, telefone etc), dados de todas fintechs e informações do varejo. 

As informações estão sendo recebidas gradativamente. Com o tempo, mais empresas passarão a enviar os dados positivos. Quanto mais dados positivos forem associados a seu nome, maior será seu score — desde que você pague suas contas em dia. 

Importante lembrar que o score do Serasa leva em consideração principalmente as movimentações realizadas nos últimos 12 meses. Por isso, pode demorar para que você note uma mudança significativa na sua pontuação. 

Dúvidas comuns sobre o score de crédito 

Algumas dúvidas sobre score são comuns. Separamos as mais recorrentes para ajudar você a entender, de uma vez por todas e de forma objetiva, tudo sobre o score. Confira. 

O que é score do CPF e score baixo no CPF?

Score do CPF é justamente a pontuação utilizada pelos birôs de crédito para detectar quem é bom pagador e quem não é. É medido por meio do histórico de pagamento do consumidor nos últimos 12 meses. Score baixo do CPF é aquele que se encontra na faixa vermelha, entre 0 e 300 pontos. 

Um score baixo é prejudicial, na medida em que dificulta que o consumidor tenha acesso a crédito, já que é considerado pelo mercado um mau pagador. Resultado: conseguir empréstimos e financiamentos e até mesmo fazer compras parceladas se torna um grande desafio e, quando consegue, o cliente precisa arcar com taxas de juros mais altas. 

Birôs de crédito: o que é Score Serasa e o que é Score SPC?

Serasa e SPC são birôs de crédito. Birô quer dizer “departamento responsável por algo”. Assim, birô de crédito quer dizer repartição especializada em fazer análises de crédito. 

A Serasa (Serviços de Assessoria S.A.) foi criada em 1968, por iniciativa da Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN), com o objetivo de padronizar relatórios e formulários, criando uma ficha cadastral única, para proporcionar rapidez nas decisões bancárias e melhor controle do sistema financeiro. 

O Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) foi fundado em 1955. É um serviço de informações de crédito, que utiliza informações de adimplência e inadimplência de pessoas físicas ou jurídicas para fins de decisão sobre crédito. 

Os dois birôs de crédito possuem score diferentes. No Serasa, a consulta é gratuita. No SPC é necessário pagar para verificar seu score. Além destes, existem outros dois no Brasil: o Boa Vista SCPC e o Quod. Estes também possuem métodos diferentes de avaliação de score dos consumidores brasileiros.

As instituições financeiras e empresas que vendem no crediário costumam consultar o score dos clientes em uma ou até mesmo nas quatro instituições. 

O que você precisa saber, como consumidor, é que a mudança metodológica de cada birô de crédito é mínima e a lógica é a mesma: quanto mais perto de 1000 pontos, melhor seu score será. O segredo é manter as contas em dia, o nome limpo e suas informações atualizadas que você terá um score considerado bom nos quatro birôs e conseguirá crédito no mercado sem grandes problemas. 

O que é score regular?

Score regular quer dizer que sua pontuação junto aos birôs de crédito representa que você tem baixo risco de inadimplência. Por isso, o ideal é que você tenha ao menos 300 pontos para que o Serasa, SPC, Boa Vista SCPC e Quod vejam você como alguém com mais chances de quitar suas dívidas. 

O que é score baixo para financiamento?

Não existe uma pontuação específica de score de crédito que garanta sua aprovação em um financiamento ou que seja uma sentença definitiva de reprovação. É variável. O fato é que quem tiver um score baixo (regular), entre 0 e 300, pode sim conseguir um financiamento, mas sem dúvidas a taxa de juros aplicada será maior do que a disponível para quem tem um score mais alto. 

Leia também | Taxa de juros de empréstimo: entenda como calcular

O que é score para cartão de crédito?

Muitas pessoas acreditam que existe uma pontuação de score mínima para conseguir um cartão de crédito. Isso não é verdade. Muitas vezes, pessoas que possuem score baixo conseguem obter um cartão. Mas, a lógica aqui permanece: quanto maior seu score, maiores suas chances de ter um cartão de crédito aprovado. 

No entanto, o score não é único critério das operadoras de crédito, cada uma possui suas próprias margens de corte.O SCR (Sistema de Informação de Crédito), do Banco Central, é uma das ferramentas mais utilizadas pelas emissoras de cartão na hora de avaliar quem será seu cliente. 

A consulta inclui, portanto, também os limites de cartões, empréstimos, cheque especial e as contas bancárias em que o consumidor é titular e não somente o score dos birôs de crédito.

Como o score impacta a economia?

O dinheiro é insumo básico para o crescimento econômico. Dessa forma, o mercado de crédito – público ou privado – figura como uma das principais fontes de crescimento dos países. Isso porque ele está no dia a dia das pessoas, empresas e governos: o crédito é usado para financiar obras públicas, estimular a infraestrutura, o consumo e desenvolvimento das famílias e o nascimento de microempreendedores.

Quanto mais aquecido o mercado estiver, melhor para a economia como um todo. E engana-se quem acha que isso depende apenas das empresas financeiras ou do governo. Pequenas atitudes individuais, como um bom planejamento, a consciência de educação financeira e do score como um todo, podem contribuir diretamente para isso.

A conta é simples: uma população mais instruída em educação e planejamento financeiro contribui diretamente para o desenvolvimento econômico. Iniciativas que orientam os cidadãos a poupar, investir de forma consciente e a consumir sustentavelmente, propiciam melhores condições para o progresso econômico e de estímulo saudável ao crédito.

 

Agora que você já sabe tudo sobre o que é score e como ele pode te ajudar a conseguir melhores taxas de juros para empréstimo, compartilhe este conteúdo com seus amigos. Assine também a newsletter do Portal Exponencial para não perder nenhum conteúdo.

Receba conteúdos exclusivos
Não perca nenhuma novidade, assine nossa newsletter.
Carregando...
  • 2 Likes
Tags
  • Como aumentar o score
  • Como consultar o score
  • O que é score
Portal Exponencial

Escrito por Portal Exponencial

Portal Exponencial

Comentários [0]

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Comentário enviado com sucesso!
Erro ao enviar comentário. Por favor, tente novamente.
Revolucionando o empréstimo no Brasil

Quem somos

As transformações do mundo exigem cada vez mais de nós. Mais funções, mais responsabilidades, mais conhecimento. Mais, mais e mais. Mas o que Creditas e Exponencial têm a ver com isso?

Somos movidos por fazer a diferença na vida das pessoas. Se vivemos o tempo das informações ilimitadas, é nossa função criar e filtrar diferentes conteúdos aos nossos leitores, para que o conhecimento financeiro deles cresça exponencialmente.

Exponencial. Informação é fonte de crescimento.

A Creditas é uma plataforma digital que atua como correspondente bancário para facilitar o processo de contratação de empréstimos. Como correspondente bancário, seguimos as diretrizes do Banco Central do Brasil, nos termos da Resolução nº. 3.954, de 24 de fevereiro de 2011.

Creditas Soluções Financeiras Ltda. é uma sociedade limitada registrada sob o CNPJ/MF 17.770.708/0001-24, com sede na Av. Engenheiro Luís Carlos Berrini, 105, 12º andar Itaim Bibi, São Paulo – SP, 04571-010