• Simule seu crédito

    Simule seu crédito

    • Empréstimo com veículo em garantia
    • Empréstimo com imóvel em garantia
    • Empréstimo consignado
    Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Soluções

    Soluções

    • Imóveis

    • Reforma
    • Venda
    • Carros

    • Financiamento de carros
    • Loja de carros
    Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Benefícios corporativos

    Empresas

    Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Ajuda
Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Atração e Retenção
  • Benefícios flexíveis
  • Employer branding
  • Educação financeira
  • Departamento pessoal
  • Na mídia
  1. Home

  2. Employer Branding

Employer Branding

Qual a diferença entre hard skills e softs skills

Um profissional completo reúne habilidades técnicas e pessoais que precisam ser acompanhadas pela companhia. Saiba mais!

por Marilia Ferro

Postado em 15 de agosto, 2022

Quer entender a diferença entre hard skills e soft skills? Então veio ao lugar certo. Nesta matéria, você vai entender os dois conceitos e como eles se aplicam na rotina profissional. Acompanhe!

Os termos hard skills e soft skills tornaram-se bastante comuns no mercado de trabalho e são conceitos bastante importantes para definir as habilidades essenciais no momento de contratar e também de desenvolver um novo colaborador. Envolvem tanto competências e conhecimentos técnicos comprovados e as habilidades sociais e emocionais de um profissional.

Para facilitar sua jornada nesse universo, veja os tópicos que serão explorados nesta matéria:

O que são hard skills?

Hard skills são as competências e habilidades técnicas aprendidas ao longo da vida profissional, por meio da formação acadêmica, cursos, estudos e a própria experiência no trabalho. No geral, podem ser medidas e comprovadas  por meio de diplomas, avaliações, testes e portfólios, ou mesmo apresentadas de forma física e tangível no currículo do colaborador.

As hard skills mais esperadas ou valorizadas pelos recrutadores variam bastante de acordo com o segmento e as necessidades específicas de cada organização. Veja alguns exemplos a seguir.

Exemplos de hard skills

  • Proficiência em língua estrangeira;
  • Conhecimentos avançados em softwares, como domínio do pacote office e outros relativos à atividade;
  • Certificação em uso de banco de dados;
  • Habilidades analíticas relacionadas à coleta, análise, interpretação e apresentação de dados;
  • Habilidades de design relacionadas ao domínio de programas como Illustrator e Photoshop, bem como habilidades de desenho à mão livre e tipografia;
  • Habilidades para cálculos matemáticos;
  • Diploma relacionado a determinada área;
  • Capacidade de trabalhar com dados e planilhas;
  • Escrita criativa ou técnica, incluindo escrita básica, gramática, ortografia, estilo e outras competências relacionadas a esse tipo de atividade, como jornalismo.
  • Habilidades em marketing que incluem o conhecimento em vendas, publicidade, pesquisa com consumidores, mídias sociais e a criação de conteúdo para web;
  • Habilidades técnicas em recrutamento e seleção, que incluem conhecimento e experiência especializados nas áreas de contratação e o uso de softwares ou equipamentos específicos para essa finalidade.

De forma geral, essas competências que podem ser necessárias para determinada atividade são aquelas definidas antes mesmo da fase de seleção, em que os gestores da área contratante definem as habilidades imprescindíveis para que o novo colaborador exerça plenamente a sua função de acordo com seu nível profissional. 

Por essa razão, é necessário que o RH, juntamente com o gestor, realizem um planejamento detalhado para a descrição da vaga para que essas exigências sejam efetivamente compatíveis com o cargo.

Quais são as soft skills?

Se as hard skills são as competências aprendidas na vida acadêmica e profissional, as soft skills acabam se relacionando às habilidades inatas ou adquiridas ao longo da vida do colaborador e do desenvolvimento pessoal de cada indivíduo.

Dessa forma, esse tipo de capacidade é muito mais difícil de mensurar e tangibilizar, pois está relacionada a emoções, percepções ou traços de personalidade,  e geralmente é avaliada ao longo da jornada do colaborador na organização, onde são observadas suas habilidades relacionais, de liderança e resolução de problemas, por exemplo. A seguir, conheça algumas aptidões mais importantes e valorizadas nos profissionais.

Exemplos de soft skills

  • Empatia;
  • Liderança;
  • Comunicação objetiva;
  • Persuasão;
  • Tomada de decisões;
  • Pensamento criativo;
  • Adaptabilidade;
  • Trabalho em equipe;
  • Gerenciamento de tempo;
  • Inteligência emocional;
  • Motivação;
  • Paciência;
  • Ética de trabalho;
  • Positividade;
  • Confiabilidade;
  • Pensamento crítico.

Para analisar as soft skills essenciais de um candidato ainda na etapa de seleção, uma boa solução é apresentar determinadas situações e questionar, durante a entrevista, o que a pessoa faria diante de alguns cenários ou acontecimentos. Dessa forma, é possível avaliar se ele tem as habilidades pessoais mais importantes para a função antes mesmo de sua admissão.

É possível desenvolver habilidades em soft skills?

É consenso que as habilidades em hard skills podem ser aprendidas ao longo da trajetória profissional. Mas e quanto às soft skills?

Muitas pessoas podem pensar que habilidades relacionais são inatas, mas a verdade é que é perfeitamente possível adquirir as competências pessoais essenciais para o desenvolvimento profissional, como liderança, resolução de problemas e conflitos, proatividade, comunicação, entre outros.

Como o RH pode ajudar?

É papel da empresa, antes de tudo, estabelecer quais são as competências indispensáveis para a função e para o negócio de forma geral, assim como aperfeiçoar essas habilidades em seus colaboradores.

Dessa forma, o RH pode promover capacitações tanto para as habilidades técnicas quanto para as aptidões relacionadas à soft skill, evidenciando qual a postura e conhecimentos que a empresa espera do funcionário e investindo em treinamentos para essa finalidade.

Para os colaboradores com algumas lacunas em seu desempenho técnico, é possível implantar programas de capacitação por meio de parcerias com faculdades, pós-graduação ou cursos livres para aprendizado de ferramentas, por exemplo.

Já para aqueles funcionários que apresentam deficiências específicas em soft skill, o RH pode oferecer atividades para desenvolvimento das capacidades esperadas ou, em alguns casos, sugerir ao colaborador o acompanhamento com profissionais, como terapeutas e psicólogos especialistas em comportamento profissional.

Este conteúdo ajudou a entender melhor a diferença entre soft skills e hard skills? Saiba que o RH Estratégico tem tudo que você precisa para otimizar processos e alcançar melhores resultados. Continue acompanhando!

Newsletter

RH Estratégico

Assine a newsletter e fique por dentro de todas as nossas novidades.

Nome
E-mail

Ao assinar a newsletter, declaro que concordo com a Política de privacidade da Creditas.

Publicações recentes

Departamento pessoal

15 livros de RH que todo gestor de recursos humanos deve ler