• Simule seu crédito

    Simule seu crédito

    • Empréstimo com veículo em garantia
    • Empréstimo com imóvel em garantia
    • Empréstimo consignado
    Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Soluções

    Soluções

    • Imóveis
    • Reforma
    • Venda
    • Troca
    • Carros

    • Financiamento de carros
    • Loja de carros
    Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Store

    Store

    Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Empresas
  • Ajuda
Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Controle financeiro
  • Realizando sonhos
  • Saia do Vermelho
  • Me explica Creditas
  • Tudo sobre Crédito
  • Meu negócio
  1. Home

  2. Saia do vermelho

Saia do vermelho

Não se organizou para as contas de janeiro? Veja dicas do que fazer

Segundo estudo do SPC com a CNDL, quase 90% da população não conseguirá arcar com os gastos como IPVA e IPTU. Veridiana Lopes, do Economia Diária, explica o que fazer

por Portal Exponencial

Atualizado em 11 de fevereiro, 2021

IPVA, IPTU, material escolar. Os gastos de início de ano podem até triplicar o tamanho do orçamento mensal. O problema é que grande parte da população não está preparada para arcar com esses boletos. É o que mostra uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), em parceria com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). 

Segundo o levantamento, em cada dez brasileiros, apenas um possui renda o suficiente para quitar as despesas de início de ano. Ainda de acordo com a pesquisa, 22% dos entrevistados nãos fizeram nenhum planejamento para arcar os compromissos financeiros do início de 2020.

Leia também: Metas para 2020: saiba como tirar os objetivos financeiros do papel

Falta de planejamento financeiro e excesso de compras

Para Veridiana Lopes, consultora financeira e fundadora do canal Economia Diária, os principais motivos para que isso aconteça são: empolgação com o décimo terceiro, festas de final de ano e, principalmente, falta de organização financeira para contas já previstas.

“Não é surpresa para ninguém que o início do ano vem com débitos fixos como IPVA e IPTU”, diz a especialista. “A falta de planejamento faz com que as pessoas criem uma bola de neve e fiquem mal endividadas. É preciso ficar atento”, conclui. 

De acordo com Veridiana, além de fazer um mapeamento para entender o real problema, o ponto chave para não se enfocar com os boletos é priorizar o pagamento das contas detêm os juros mais altos - para não corroer o resto do orçamento. 

Perdeu essa? Veja: Como negociar dívidas: 10 dicas para organizar o orçamento

Para ela, débitos com cartões de crédito, uma das modalidades de empréstimo com as maiores taxas de juros, devem ser priorizadas no momento da escolha de qual débito será quitado. Na sequência, estruturar um calendário para pagar as contas que faltam a fim de não prejudicar o “fluxo de caixa”. 

Confira, a seguir, a entrevista completa e todas as dicas para não se enrolar com as contas de início de ano:

 

Newsletter

Exponencial

Assine a newsletter e fique por dentro de todas as nossas novidades.

Nome
E-mail

Ao assinar a newsletter, declaro que concordo com a Política de privacidade da Creditas.

Publicações recentes

Meu negócio

Como fazer declaração do MEI: passo a passo

4 minutos de leitura