• Simule seu crédito

    Simule seu crédito

    • Empréstimo com veículo em garantia
    • Empréstimo com imóvel em garantia
    • Empréstimo consignado
    Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Soluções

    Soluções

    • Imóveis

    • Empréstimo com garantia
    • Aluguel
    • Financiamento
    • Seguro Casa
    • Carros

    • Empréstimo com garantia
    • Financiamento de carros
    • Seguro Auto
    Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Seguros

    Seguros

      Soluções de seguros para proteger suas conquistas. Cote online, compare preços e economize com a maior corretora online do país, a Minuto Seguros, uma empresa Creditas.

    • Para você

    • Auto
    • Casa
    • Viagem
    • Vida
    • Acidentes Pessoais
    • Mais seguros para empresas
    Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Benefícios corporativos
  • Ajuda
Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Controle financeiro
  • Realizando sonhos
  • Saia do Vermelho
  • Me explica Creditas
  • Tudo sobre Crédito
  • Meu negócio
  1. Home

  2. Saia do vermelho

Saia do vermelho

Desenrola Brasil: tire suas dúvidas e faça a renegociação de dívidas

Plataforma digital facilitará a renegociação de dívidas, oferecendo transparência e descontos aos cidadãos brasileiros.

por Leonardo Cruz

Atualizado em 26 de outubro, 2023

Desenrola Brasil: tire suas dúvidas e faça a renegociação de dívidas

O governo publicou no Diário Oficial da União, no dia 6 de junho de 2023, o programa Desenrola Brasil para refinanciamento de dívidas de pessoas físicas. Quer saber mais sobre ele? Então acompanhe esta matéria!

Prometido durante a campanha do presidente Lula, o plano será dividido em duas faixas, permitindo que aqueles que recebem até dois salários mínimos e têm dívidas de até R$ 5 mil possam renegociar e parcelar seus débitos em até 60 vezes.

Precisando de crédito para realizar seus objetivos?

Use seu carro ou imóvel para ter crédito rápido e seguro com juros a partir de 1,09% ao mês +IPCA e até 240 meses para pagar.

Simule agora

Nesta matéria você irá encontrar tudo que precisa sobre o Desenrola Brasil. Para facilitar sua leitura, veja os tópicos abordados:

O que é o Desenrola Brasil?

O Desenrola Brasil é um programa emergencial do governo federal que tem como objetivo diminuir o número de famílias inadimplentes. A iniciativa tem potencial para beneficiar cerca de 70 milhões de brasileiros endividados, de acordo com o Ministério da Fazenda.

O Desenrola Brasil terá duas etapas, sendo que a primeira delas começou em 17/07 com a renegocição de dívidas com instituições financeiras na Faixa 2 do programa e a desnegativação de dívidas de até R$ 100 reais. A segunda etapa teve início em outubro, quando deve começar a operar o leilão para renegociação de dívidas da Faixa 1.

Continue lendo para entender tudo sobre o Desenrola Brasil.

Como funciona o Desenrola Brasil

Veja abaixo tudo que você precisa saber sobre esse importante programa do governo federal.

Quem poderá participar?

O programa de renegociação de dívidas estabelece duas faixas distintas, cada uma com condições diferentes. Na faixa 1, o governo oferecerá garantias aos credores e condições de pagamento mais favoráveis aos devedores.

Já na faixa 2, serão fornecidos incentivos aos bancos que optarem por participar do programa. Saiba mais sobre as condições:

Faixa 1

Veja abaixo as respostas para as principais dúvidas sobre a Faixa 1 do Desenrola Brasil.

  • Quem está nela: Esta faixa engloba indivíduos inadimplentes que recebem até dois salários mínimos ou estão inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).
  • Como irá funcionar: O pagamento poderá ser realizado à vista, por meio da plataforma do programa, ou por financiamento bancário com as seguintes condições:
    • Dívida paga em até 60 parcelas;
    • Parcela mínima de R$ 50,00;
    • Juros mensais de 1,99%;
    • Primeira parcela após 30 dias, podendo chegar até 59 dias, podendo ser feita via débito em conta, boleto bancário ou pix.
    • Os beneficiários terão a oportunidade de participar de um curso de educação financeira.
  • Quais dívidas podem ser negociadas: Dívidas financeiras e não financeiras, cujos valores de negativação não ultrapassem o valor de R$ 5.000,00. O valor do financiamento será de até R$ 5.000,00 (cinco mil reais) por devedor, considerado o somatório das dívidas financiadas.
  • Quais dívidas não entra: este programa, não abrange  as seguintes dívidas:
    • dívidas de crédito rural;
    • financiamento imobiliário;
    • créditos com garantia real;
    • operações com funding ou risco de terceiros.

Segundo o governo, o beneficiário terá a liberdade de escolher, entre as instituições credenciadas, com a qual deseja renegociar ou pagar sua dívida, o que estimula a concorrência e a oferta de melhores condições aos devedores. Caso o devedor não cumpra sua parte na renegociação, poderá voltar a ter seu nome negativado.

Faixa 2

Veja abaixo as respostas para as principais dúvidas sobre a Faixa 2 do Desenrola Brasil.

  • Quem está nela: abrange pessoas físicas com renda de até R$ 20 mil com dívidas financeiras negativadas até 31 de dezembro de 2022. O Ministério da Fazenda estima que a faixa dois deve possuir 30 milhões de pessoas.
  • Como irá funcionar: as instituições financeiras terão a oportunidade de oferecer diretamente aos seus clientes a possibilidade de renegociar suas dívidas, sem haver a possibilidade de consolidação de dívidas de diferentes credores.
  • Quais dívidas podem ser negociadas: nessa faixa poderão ser renegociadas dívidas bancárias como empréstimo, cartão de crédito ou cheque especial.
  • Quais dívidas não entra: este programa, não abrange  as seguintes dívidas:
    • Dívidas de crédito rural;
    • Débitos com garantia da União ou entidade pública;
    • Dívidas que não tenham o risco de crédito integralmente assumido pelos agentes financeiros;
    • Dívidas com qualquer tipo de previsão de aporte de recursos públicos;
    • Débitos com qualquer equalização de taxa de juros por parte da União.

Quando começa o Desenrola Brasil?

De acordo com o secretário de Reformas Econômicas do Ministério da Fazenda, Marcos Pinto, o programa terá início no mês de julho, seguindo o cronograma:

  • Julho - começa a negociação com bancos e instituições financeiras para a Faixa 2.
  • Outubro: a renegociação de dívidas da Faixa 1 teve início em 2023.

Passo a passo para entrar no Desenrola Brasil

A renegociação das dívidas será realizada de acordo com a faixa em que você estará inserido. Veja abaixo o passo a passo de cada uma delas:

Faixa 1

Essa plataforma estará disponível tanto para dispositivos móveis quanto para computadores, proporcionando aos cidadãos acesso às informações sobre as dívidas elegíveis para negociação, os descontos oferecidos pelos credores e o status de cada uma delas.

A Faixa 1 deve ser liberada em outubro/23, mas ainda sem data definida. Assim que o anúncio oficial for feito, voltaremos aqui para atualizar o passo a passo.

Faixa 2

Para essa faixa não é necessário fazer cadastro em nenhuma outra plataforma, já que a renegociação da dívida será feita diretamente com os bancos e instituições financeiras.

Para fazer a renegociação, você  deve entrar em contato diretamente com a instituição via site, aplicativo e demais plataformas de atendimento. Confirmados até o momento temos as seguintes instituições:

  • Banco do Brasil;
  • Bradesco;
  • Caixa Econômica Federal;
  • Itaú Unibanco;
  • Santander.

Tire suas dúvidas

Veja abaixo as respostas para as principais dúvidas sobre o Desenrola Brasil.

Como será feita a renegociação das dívidas?

Segundo comunicado oficial do Ministério da Fazenda, a renegociação na Faixa 1 será feita via site ou app, enquanto a Faixa 2 será feita diretamente com os bancos  via site, aplicativo ou outros canais de atendimento oferecidos pela instituição.

Para mais detalhes, consulte o passo a passo no item acima.

As dívidas de até R$ 100 serão perdoadas?

Os bancos que decidirem aderir ao Desenrola Brasil serão responsáveis por perdoar dívidas e regularizar a situação dos indivíduos que possuem débitos de até R$ 100. O Ministério da Fazenda estima que essa medida irá beneficiar aproximadamente 1,5 milhão de brasileiros.

É importante destacar que o perdão das dívidas de até R$ 100 é aplicável apenas aos bancos. No caso de dívidas com empresas varejistas e prestadoras de serviços de água e luz, por exemplo, será necessário realizar a renegociação das mesmas.

Quais bancos participam do Desenrola Brasil?

Conforme um comunicado oficial, a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) afirma que teve envolvimento ativo nas negociações com o governo federal e ressaltou que o programa tem por objetivo garantir o acesso ao crédito futuro para aqueles que se encontram endividados.

Diante disso é possível imaginar que diversos bancos façam parte do programa, mas confirmados até o momento temos:

  • Banco do Brasil;
  • Bradesco;
  • Caixa Econômica Federal;
  • Itaú Unibanco;
  • Santander.

Além deles, a  Mercantil, Inter, Pan, PagBank e Banrisul divulgaram que aguardam a regulamentação da medida. Os bancos Daycoval, Nubank e C6 ainda não forneceram resposta, enquanto o BMG afirmou que não vai emitir qualquer pronunciamento.

Quais as formas de pagamento?

As informações já divulgadas pelo governo federal, por meio da Medida Provisória que estabeleceu o programa, indicam que o Desenrola Brasil oferecerá três opções de pagamento para as dívidas em atraso:

  • À vista: haverá uma redução parcial do valor da dívida original a ser quitada de uma só vez.
  • Parcelamento: neste caso, o devedor contratará um crédito com um banco para quitar as dívidas em seu nome. O pagamento desse crédito poderá ser feito em até 60 meses, com uma taxa de juros de até 1,99% ao mês.
  • Direto com agente bancário: a terceira opção é negociar diretamente com o agente bancário, onde o banco oferecerá as condições de pagamento ao devedor.

No caso da opção de parcelamento, o pagamento poderá ser feito por meio de PIX, débito em conta ou boleto bancário. O primeiro vencimento será agendado para 30 dias após a negociação.

O que acontece se você não pagar a negociação?

Depende da faixa em que você se enquadra na negociação. Veja abaixo:

  • Faixa 1 - o governo vai garantir o valor principal da dívida, por meio de fundo garantidor, e bancos vão arcar com o risco dos juros.
  • Faixa 2 - para essa faixa o governo promove apenas a renegociação, mas não oferece garantias. Caso o devedor não cumpra sua parte na renegociação, poderá voltar a ter seu nome negativado.

O que devo fazer se não encontrar a minha dívida?

É possível que o interessado não encontre nenhuma de suas dívidas para renegociação no âmbito do Programa Desenrola Brasil. Isso pode ocorrer por vários fatores, como:

  • O cidadão não está inscrito no Cadúnico ou tem renda superior a 2 salários mínimos, segundo as bases do governo federal;
  •  A negativação do cidadão ocorreu antes de 1º de janeiro de 2019 ou após 31 de dezembro de 2022;
  • O registro do devedor no cadastro de inadimplentes corresponde a inadimplemento superior a R$ 5.000,00;
  • O credor não se habilitou para participar do Programa;
  •  O credor não ofertou descontos para pagamento suficientemente altos, e por isso a dívida não foi selecionada para renegociação no Programa. Neste caso, a dívida será apresentada ao devedor com a opção para pagamento à vista.

Posso renegociar dívida do FIES no âmbito do Desenrola?

Não, as dívidas do FIES não pode ser renegociadas no Desenrola Brasil conforme estabelecido na MP 1.176, de 5 de junho de 2023, e na Portaria Normativa MF nº 634, de 27 de junho de 2023

Se ainda tiver dúvidas sobre o Desenrola Brasil, acesse o FAQ elaborado pela Assessoria Especial de Comunicação Social do Ministério da Fazenda.

Quer ficar atualizado sobre o programa Desenrola Brasil? Então continue acompanhando o Portal Exponencial para não perder nenhuma novidade!

Newsletter

Exponencial

Assine a newsletter e fique por dentro de todas as nossas novidades.

Nome
E-mail

Ao assinar a newsletter, declaro que concordo com a Política de privacidade da Creditas.

Publicações recentes

Me explica Creditas

Domicílio Eletrônico Trabalhista (DET): saiba o que é, o prazo e como cadastrar