• Simule seu crédito

    Simule seu crédito

    • Empréstimo com veículo em garantia
    • Empréstimo com imóvel em garantia
    • Empréstimo consignado
    Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Soluções

    Soluções

    • Imóveis
    • Reforma
    • Venda
    • Troca
    • Carros

    • Financiamento de carros
    • Loja de carros
    Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Store

    Store

    Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Empresas
  • Ajuda
Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Controle financeiro
  • Realizando sonhos
  • Saia do Vermelho
  • Me explica Creditas
  • Tudo sobre Crédito
  • Meu negócio
  1. Home

  2. Uncategorized

Uncategorized

Com avanço do coronavírus, como ser mais produtivo em home office?

Acordar no horário, resistir à tentação de ficar de pijama e preparar o ambiente são algumas das principais recomendações. Torne o ambiente tranquilo e liste tarefas para manter o foco

por Flávia Marques

Atualizado em 12 de março, 2021

Com a escalada da Covid-19 e o primeiro registro de morte confirmada por coronavírus no Brasil nesta terça-feira (17), algumas empresas estão orientando seus funcionários a trabalhar de casa - o chamado home office. 

Embora muitas companhias ainda sejam resistentes à adoção do modelo de trabalho remoto, no atual momento a medida tem papel importante na tentativa de frear o contágio da doença e evitar um colapso no sistema de saúde do país. 

“De certa forma, esta é uma oportunidade de as empresas que nunca adotaram esta medida perceberem que os funcionários podem ser mais produtivos trabalhando em casa”, comenta Arthur Igreja, especialista em tecnologia e inovação e autor do livro Conveniência é o nome do negócio. “Nestas condições, o profissional não perde tempo com deslocamento até o trabalho e consegue trabalhar em horários que são melhores para ele, mas para que isso funcione é preciso que as empresas deixem de associar o home office ao descontrole de tempo e falta de comunicação”, acrescenta. 

Mas, com o conforto do lar e o distanciamento da supervisão frequente, manter a disciplina e administrar corretamente o tempo de trabalho, sem dispersões, pode ser um grande desafio - e a queda da produtividade é um dos maiores receios das companhias neste momento. 

“Os gestores que já estão acostumados a oferecer home office têm maior sensibilidade e conseguem perceber para quais funcionários o trabalho remoto realmente funciona”, explica Francisco Figueiredo, especialista em gestão de empresas. “Para os marinheiros de primeira viagem, é hora de experimentar: algumas tecnologias permitem que os colaboradores batam o ponto à distância e compartilhem o que estão fazendo em tempo real, mas a melhor forma de ter esse controle sem precisar perturbar o funcionário é acompanhar o volume de entregas”, orienta Figueiredo.

Com o apoio dos especialistas, listamos algumas dicas que podem contribuir para tornar o home office mais proveitoso. Veja, a seguir: 

Controle o seu tempo

Para seguir o expediente normalmente, é importante registrar os horários de início e término do trabalho. Use despertadores ou ative as notificações na sua agenda de e-mail para ser lembrado. Esta é, também, uma forma de não estender o período de trabalho rotineiro e evitar a sobrecarga. 

Também é importante ficar atento ao horário reservado para o almoço, para evitar que as distrações alonguem o intervalo e comprometam mais tempo do que deveria. No início do dia, alinhe seus horários com o líder e equipe e, se for possível, agende reuniões virtuais curtas no final do expediente para a troca de ideias e atualizações importantes. 

Evite o pijama 

Trabalhar em casa afasta a necessidade de usar roupas muito formais e, por isso, pode ser um convite para não tirar o pijama. Neste período, não é proibido usar roupas confortáveis, mas manter o vestuário com o qual dormiu pode fazer com que o cérebro confunda o horário de trabalho com um momento de relaxamento. 

Ao acordar, tome um banho e troque de roupa, como se fosse ao escritório. Assim, você também evita surpresas, caso precise fazer uma chamada de vídeo de repente. 

Escolha um ambiente apropriado 

Nem todo mundo tem um espaço destinado ao trabalho em casa, mas isso não significa que é preciso ficar na cama o dia inteiro. Dê preferência a um local mais apropriado, onde seja possível sentar-se com postura, com mesa e cadeira em alturas confortáveis. Tente ficar em um cômodo onde haja menos circulação de pessoas, para manter a concentração. 

Se não tiver uma escrivaninha, a saída é usar a mesa de jantar ou da cozinha mesmo - mas lembre-se de desligar a televisão e tirar de vista objetos que possam causar distração, como o telefone da casa. Cuide, também, do ambiente ao redor: a temperatura tem que estar agradável e o ambiente deve ser iluminado. 

Verifique o computador e qualidade da internet 

Os notebooks, mais utilizados em casa, são convencionalmente menores e mais baixos que desktops, os chamados “computadores de mesa” usados em escritórios. Tente deixar o seu dispositivo na altura dos olhos. Para isso, vale apoiar o notebook em livros empilhados ou alguma caixa, regulando até que a altura fique adequada. 

Antes de começar, verifique se o seu computador está funcionando normalmente e atende às necessidades do seu dia a dia. Além disso, cheque a qualidade da internet com antecedência e, se houver qualquer problema de rede, comunique o seu chefe imediatamente. É importante que ele fique por dentro das suas limitações e entenda que problemas com a conexão podem acontecer durante o dia. 

Adapte as reuniões possíveis

É verdade que com o trabalho remoto algumas reuniões podem ser evitadas, mas outras ainda são fundamentais e devem ser mantidas. 

Para evitar aglomerações e contato próximo, o apoio da tecnologia é valioso: mantenha as reuniões e conferências de forma remota, para que as decisões e projetos importantes não sejam prejudicados pelo cenário de epidemia. 

Além disso, combine e realize reuniões virtuais periódicas entre os integrantes da equipe. A prática permite que todos estejam alinhados e saibam o que cada um está desenvolvendo. 

Descubra o seu jeito de manter o foco 

Ninguém melhor que você conhece os meios que geram distração e atrapalham o seu rendimento. Faça uma autoanálise para combatê-los. Como é mais fácil se distrair em casa, adote truques que ajudam a manter a concentração como listar tarefas e definir um tempo para cada uma delas - e vá riscando à medida que elas forem sendo cumpridas. 

Monitore o uso de redes sociais 

Para coibir distrações, algumas empresas costumam bloquear o acesso às mídias sociais nos dispositivos internos do escritório. Em casa, com as redes liberadas, é preciso redobrar o cuidado com o tempo gasto com elas. Para resistir ao desejo de checar as notificações, faça log off de sites como Facebook e Instagram. O WhatsApp, mais utilizado para mensagens instantâneas, também podem ter suas notificações bloqueadas por meio do menu “configurações” do celular. 

Uma maneira de evitar a procrastinação e não perder mensagens importantes é definir intervalos para checar o aparelho. 

Atente-se à alimentação 

Pare para comer no horário habitual e não faça refeições pesadas e nutritivamente baixas que você não faria se estivesse no escritório. A hidratação também deve estar em dia: antes de começar a trabalhar, deixe uma garrafa de água ao seu alcance e encha sempre que achar necessário. 

Converse com os filhos

Se as escolas suspenderem as aulas, também vai ser uma novidade para a criança ficar em casa durante a semana. 

Como a medida está sendo tomada para evitar a disseminação de uma doença contagiosa, a criança também precisa passar pelas recomendações de evitar aglomerações e contato próximo com terceiros - por isso, nem sempre vai ser uma boa ideia deixá-la com a turminha do condomínio, por exemplo.

Aí vale o bom senso: não chame amiguinhos para brincar em ambientes fechados e deixe a criança em repouso se estiver doente.

Em casa, converse com ela sobre a importância do que está fazendo e a necessidade de não ser interrompido por qualquer coisa. 

Se a idade da criança demandar supervisionamento constante, faça escalas com quem mais morar na casa ou quem puder ajudar nessa tarefa - lembrando que os idosos, que fazem parte do grupo de risco, devem reforçar as medidas de isolamento.

Newsletter

Exponencial

Assine a newsletter e fique por dentro de todas as nossas novidades.

Nome
E-mail

Ao assinar a newsletter, declaro que concordo com a Política de privacidade da Creditas.

Publicações recentes

Meu negócio

Como fazer declaração do MEI: passo a passo

4 minutos de leitura