• Simule seu crédito

    Simule seu crédito

    • Empréstimo com veículo em garantia
    • Empréstimo com imóvel em garantia
    • Empréstimo consignado
    Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Soluções

    Soluções

    • Imóveis

    • Empréstimo com garantia
    • Aluguel
    • Financiamento
    • Seguro Casa
    • Carros

    • Empréstimo com garantia
    • Financiamento de carros
    • Seguro Auto
    Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Seguros

    Seguros

      Soluções de seguros para proteger suas conquistas. Cote online, compare preços e economize com a maior corretora online do país, a Minuto Seguros, uma empresa Creditas.

    • Para você

    • Auto
    • Casa
    • Viagem
    • Vida
    • Acidentes Pessoais
    • Mais seguros para empresas
    Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Benefícios corporativos
  • Ajuda
Mais praticidade? Baixe nosso app:
  • Controle financeiro
  • Realizando sonhos
  • Saia do Vermelho
  • Me explica Creditas
  • Tudo sobre Crédito
  • Meu negócio
  1. Home

  2. Controle Financeiro

Controle Financeiro

Alfabetização financeira forma adultos mais críticos

Estudo da OCDE mostra que o apoio à alfabetização financeira contribui para a evolução da sociedade – e da economia

por Portal Exponencial

Atualizado em 3 de outubro, 2023

Alfabetização financeira forma adultos mais críticos

Em um país onde o analfabetismo financeiro ainda é uma realidade para muitos, ações que visam educar a população sobre o uso responsável do dinheiro se tornam cada vez mais urgentes. Da sala de aula à esfera governamental, esforços estão sendo feitos para trazer a educação financeira ao centro do debate.

Este artigo explora a importância dessas iniciativas e como elas estão moldando uma nova geração mais consciente financeiramente.

A urgência da alfabetização financeira

No dia 10 de novembro, a publicitária Natália Ferreira viveu um marco em sua trajetória pessoal. Ela dedicou sua manhã a ensinar educação financeira a um grupo de 20 adolescentes, com idades entre 14 e 18 anos. A aula aconteceu na escola CEI Sinhazinha Meirelles, localizada em São Paulo, e fez parte de uma colaboração entre a fintech Creditas e a ONG Bem Gasto.

Essa foi a terceira edição de um projeto iniciado em maio deste ano. "Iniciativas como essa são cruciais. Permitem que os jovens entendam o valor do dinheiro e a necessidade de um planejamento financeiro eficaz", destaca Natália. "O acesso a essa informação desde cedo é um ativo inestimável."

Ela não está sozinha nessa avaliação. Um relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), intitulado "Financial Education in Schools", aponta que a alfabetização financeira na infância é um pilar para a formação de adultos conscientes dos riscos financeiros. A falta de habilidades em gerir as finanças pode ter efeitos duradouros, afetando desde relações familiares até a estabilidade social, como visto na crise de 2008.

José Alexandre Vasco, Superintendente de Proteção e Orientação aos Investidores da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), reitera: "Cidadãos que sabem consumir, poupar e investir de maneira responsável criam um ambiente propício para o desenvolvimento econômico. O efeito cumulativo de decisões individuais bem-informadas é inegável."

Dada a relevância, a OCDE já em 2005 recomendava a inclusão da educação financeira no currículo escolar. Países como Estados Unidos e Canadá já percebem os benefícios dessa iniciativa. No Brasil, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) recentemente aprovou a inserção do tema de maneira transversal, impactando disciplinas como matemática.

Flávio Borges, superintendente de finanças do Serviço de Proteção ao Crédito Brasil (SPC), salienta: “A educação financeira não é um luxo, mas uma necessidade. Nos países desenvolvidos, esse conceito já está enraizado na cultura.”

Como formar adultos mais críticos com educação financeira

Enquanto a BNCC segue com sua implementação, outras organizações também avançam nesse campo. Além da parceria entre Bem Gasto e Creditas, a CVM tem se empenhado em programas educativos direcionados a crianças e suas famílias.

O mais recente é um projeto-piloto voltado para a pré-escola, inspirado em modelos já aplicados nos Estados Unidos. "Não é apenas sobre educação financeira, mas sobre integridade pública, conforme recomendado pela OCDE", observa Vasco.

A ênfase da OCDE na educação financeira infantil não é aleatória. Uma sociedade bem-educada nesse aspecto é um motor para o desenvolvimento econômico. Por exemplo, uma pesquisa do Banco Mundial revela que apenas 11% dos brasileiros poupam para a aposentadoria, uma estatística que precisa mudar.

"Estamos no início de uma transformação cultural que requer esforço contínuo. Mas estou confiante de que a educação financeira será um vetor de mudança positiva para o Brasil", conclui Vasco.

E o momento para essa transformação é agora, começando desde a mais tenra idade. Para te ajudar nesse momento, confira alguns materiais sobre educação financeira para crianças:

A alfabetização financeira é mais do que uma habilidade útil; é um imperativo social e econômico. A partir do momento que instituições e indivíduos se unem para promover essa causa, passamos a investir em um futuro mais sustentável e justo para todos.

Se o Brasil quer ser competitivo em uma economia global, precisa começar pela base, equipando nossas crianças e jovens com as ferramentas que eles precisam para tomar decisões financeiras sábias. O caminho é longo e cheio de desafios, mas as iniciativas em andamento mostram que a mudança não apenas é possível, como já está acontecendo.

Quer ficar atualizado sobre a educação financeira das crianças? Então continue acompanhando o Exponencial para não perder nenhuma novidade!

Newsletter

Exponencial

Assine a newsletter e fique por dentro de todas as nossas novidades.

Nome
E-mail

Ao assinar a newsletter, declaro que concordo com a Política de privacidade da Creditas.

Publicações recentes

Me explica Creditas

Como conseguir emprestimo negativado? Aprenda aqui!